Polícia

Delegada regional de Sinop interroga suspeito de latrocínio no Nortão

A delegada regional de Sinop, Maria de Fátima Moggi, ouviu ontem, depoimento do assaltante Ronei Mattos, 22 anos, acusado de ter participado do latrocínio contra Silas da Silva, no último sábado à noite, a cerca de 150 km de Sinop. O depoimento foi tomado no Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, onde Ronei está internado.

Ele e o irmão Reginaldo Mattos, 27 anos, foram presos na quarta-feira à noite,em Cuiabá, após cometerem um assalto em Várzea Grande e serem presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Durante a fuga eles trocaram tiros com os policias e Ronei foi baleado.

Ronei foi reconhecido por Adão Niran Arrais Queiroz, 40 anos, que estava junto de Silas e conseguiu fugir dos assaltantes no dia do crime. Mas Silas acabou sendo executado com um tiro na nuca. Adão viu a dupla em um programa de televisão e os reconheceu.

Ainda, segundo A Gazeta, o advogado dos acusados, Edmilson Rosa, informou que Ronei esteve em Sinop, na semana passada, mas negou que esteve envolvido no latrocínio. Alegou que ele estava em uma festa