Polícia

Assassinato de fazendeiro no Nortão pode ter sido encomendado

A execução do fazendeiro Joaquim Barros de Souza, ontem à tarde, 8 km próximo a Terra Nova do Norte, pode ter sido encomendada. Segundo o investigador Araí Carlos Barbosa, não há testemunhas do crime, e não foi furtado nada das vítimas, nem a caminhonete MItsubishi branca, o que reforça as suspeitas de ação de pistoleiros. Conforme Só Notícias já informou, também foi executada a garota Salete Bispo Almeida, de 20 anos, que estava de carona com o fazendeiro. Eles estiveram em Sinop e seguiam para Peixoto de Azevedo, onde residiam. Conforme o investigador, a família de Joaquim relatou que ele não possuía ‘richas’ com ninguém na região. “Nao podemos descartar nada, vamos começar a investigar agora”, relatou.

Os corpos de Joaquim e Salete foram encontrados ontem à tarde, às margens da BR-163. Joaquim foi executado com um tiro na nuca que transpassou até o pescoço, e estava atrás de seu veículo, uma camionete Mitsubishi L200, branca, placas NFH 1292. A jovem Salete também foi morta com um tiro na nuca que transpassou até a cabeça, dentro do veículo.

O corpo de Joaquim Barros Souza foi velado na Câmara de Peixoto de Azevedo e foi trasladado, hoje de manhã, para Goiás, onde será sepultado