Polícia

Assaltantes presos em Cuiabá confessam latrocínio no Nortão

Presos na última quarta-feira à noite, em Cuiabá, após terem cometido um assalto em Várzea Grande, os irmãos Reginaldo Matos Oliveira, 27 anos, e Ronei Matos Oliveira, 22 anos, teriam confessado a autoria do assassinato de Silas da Silva, no último final de semana, a 150 km de Sinop. A informação é da Delegacia Regional de Sinop.

A delegada Maria de Fátima Moggi está em Cuiabá e deve acompanhar o processo. Os dois foram reconhecidos por Adão Niran Arrais Queiroz, 40 anos, que viu a dupla em um programa de televisão, após serem presos na capital. Adão estava junto de Silas no dia do crime.

Eles vinham de Jucimeira a Sinop em uma moto Bross, no sábado à noite. Próximo ao trevo de Tabaporã, na MT-220, eles foram abordados por três homens. Armados, os bandidos levaram Silas e Adão em um mato e os amarraram em árvores. Adão aproveitou distração dos assaltantes e conseguiu fugir.

Após comunicar a polícia começaram as buscas. O corpo de Silas foi encontrado na segunda-feira de manhã. Ele foi executado com um tiro na nuca. Na quarta-feira, Reginaldo e Ronei assaltaram um empresário em Várzea Grande e levaram a caminhonete dele. Durante a fuga eles foram abordados pela PRF. Chegaram a trocar tiros com os policiais rodoviários, e um deles, Ronei, foi atingido nas nádegas.

Os dois acabaram sendo presos. Agora a Delegacia Regional de Sinop continua as investigações para localizar o terceiro envolvido.