Polícia

Acusado de matar empresário no Nortão se entrega e fica preso; corpo é levado para Dubai

A Polícia Civil confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que o homem, de 59 anos, acusado de matar o empresário Faisal Ibrahim Abdulrahman Younes, de 53 anos, se apresentou, ontem à noite, com um advogado na delegacia de Matupá (209 quilômetros de Sinop) e acabou preso. Contra ele, já havia um mandado de prisão preventiva decretado pela justiça.

O suspeito foi encaminhado para realização de exame de corpo delito e posteriormente para uma unidade prisional, onde ficará à disposição da justiça. “Nos próximos dias o inquérito policial instaurado para apurar o caso será concluído, com indiciamento do investigado pelo crime de homicídio qualificado”, destacou a delegada Juliana Rado, através da assessoria.

O suspeito é sogro de Faisal Younes, que foi morto na última quarta-feira com golpes de facão, próximo de uma residência, na região central de Matupá. Ele foi socorrido, levado ao hospital municipal em estado grave e não resistiu aos ferimentos.

Faisal era proprietário de um restaurante em Matupá e também possuía fazendas na região. O corpo dele será levado para ser sepultado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. De acordo com informações da funerária Santa Maria, ele foi levado ontem, até o aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. Depois, seguirá de avião para São Paulo, onde deve aguardar a liberação da documentação necessária para o traslado.

Anteriormente, o capitão da Polícia Militar, Wilson Pereira Neto informou que Faisal se envolveu em uma briga familiar com o sogro. “O suspeito teria presenciado o genro agredindo a filha. Por isso,  acabaram entrando em vias de fato e ocorrendo toda essa situação”, disse o capitão da PM.

A versão está sendo investigada pela Polícia Civil.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: arquivo pessoal - atualizada às 11h28)