Polícia

Absolvida mulher que matou marido com 27 facadas em Sinop

Terminou agora há pouco o julgamento de Juliana Daniela de Oliveira, 23 anos, que era acusada de assassinar o marido, Mauro Gutiérrez Júnior, com 27 facadas em 06 de janeiro de 2002, em Sinop. Juliana foi absolvida pelor 4 votos a 3 dos jurados, que acataram a tese que ela agiu em legítima defesa. “A defesa sustentou duas teses, uma principal e uma subsidiária, a tese principal era a tese da inexigibilidade de conduta diversa. O conselho de sentença entendeu, por maioria de votos, abolvê-la, relatou o juiz João Manoel Guerra, que presidiu o júri, em entrevista ao Só Notícias.

O advogado Jaime Rodrigues Carvalho Júnior sustentou que, diante das circunstâncias do sofrimento que Juliana estava passando por atos de violência e ameaça de morte que eram feitas pelo mariodo, ela acabou se defendendo visto que foi ele, Mauro, que foi atrás da ex-mulher, machucando-a e ameaçando.

A acusação foi feita pela promotoria pública, que poderá recorrer da sentença.