sábado, 20/abril/2024
PUBLICIDADE

Vamos encampar essa luta

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O Norte do Mato Grosso, apresenta uma área de serrado e vegetação de transição para floresta amazônica. Seu povo, brasileiros imigrantes, são na maioria do sul do país, que perderam suas terras quando construíram a hiroelétrica de Foz do iguaçu. Entre outros motivos, também aceitando o chamado do governo federal com o slogan “INTEGRAR PARA NÃO ENTREGAR”.
Povo este, que compra as suas propriedades rurais doando 50 a 80% de suas áreas com vegetação nativa para a humanidade e ao invés de receberem por isso pagam impostos sobre os 100% de suas áreas.
Sem apoio governamental, o estado de Mato Grosso desenvolveu tecnologia para transformar a agropecuária amadora no maior esteio de estabilidade econômica dos últimos dez anos, transformando o campo no orgulho nacional.
Parte desta tranformação feita pelos matogrossenses da amazônia legal, que por anos pediu apoio para o governo ferderal, bird e banco mundial, para pavimentar suas estradas de terra (verdadeiras picadas)e ligar Mato Grosso aos portos do atlântico e ao pacífico, encontraram nos países”OPRESSORES”, o boicote camuflado nas mais absurdas justificativas.

Mas este povo empreendedor não se curvou a estes e passoua construir suas próprias estradas, pavimentando-as com recursos proveniente de doções de soja e bezerros dos produtores rurais.
O agronegócio deste estado que crescia e inviabilizaria os produtores dos paises imperialistas, passou a ser atacado por ONGS, que recebem milhões de dólares de países do hemisfério norte para financiar a mídia nacional e internacional com materias fantasiosas, colocando este povo, que já contribui com parte de seu patrimônio para a humanidade, como marginais.

Agora estas ONGS, infiltradas em importantes órgãos do governo federal, e que tem na rede globo um diretor presidente da W.W.F. no Brasil(financiado pelo governo americano e inglês) preparam a cartada de paralisação da produção agropecuária desta região, com inviabilização também da indústria madeireira, dificultando a pavimentação de novas estradas, criação e aumento das reservas indigenas e boicote burocrático aos produtores desta região.
No caso do Iraque a justificativa eram as armas de destruição em massa de Sadan para se apossarem do petróleo e dos recursos hídricos, aqui eo meio ambiemte, do qual esse povo já faz a sua parte.
Na região amazonica mais precisamente em Mato Grosso, usam de todos tipos de manobras. os países do hemisfério norte já usam como chavões os seguintes argumentos para impedir o nosso desenvolvimento:

Cito alguns:
*A amazônia é o pulmão do mundo, vão transformar toda região em um grande deserto, vão acabar com a biodiversidade; e agora a mais absurda de todas:
* estão dexando os indios sem floresta!
É lamentável como nossa mídia joga contra os interesses desta nação!
Mais vamos aos fatos:
1-Pulmão do mundo é o mar(plânctons com 75% do oxigenio).
2-A tecnologia transforma terras improdutivas em solos férteis. exemplo: cerrado.
3-não há como devastar a amazônia, pois 502,9 milhões de hectares 358.8 milhões(75.4% da região amazônica)são terras da união, 97.4 milhões(20.48% da região amazônica)são terras indígenas que tem uma população de 164.000 índios, 11,88% são unidades de conservação(parques nacionais e reservas biologicas, etc.) e apenas 25,6 são particulares, da qual 50 a 80% são reservas, ou seja, há uma sobra para produção de 5,12% de todo o territorio amazônico. Mato Grosso apresenta 8,9% de sua área aberta, e obviamente o que está por traz desta cortina ecológica é o crescimento do agronegócio desta região, que assusta os campeões da poluição mundial!
A absurda paralisação da economia Mato grossense(extração de madeira e agronegócio), tem levado milhares de trabalhadores e empresários que acreditaram no crescimento dessa região e na seriedade de um governo que se entitulava defensor do povo. Com o aumento da fome, violência e, por conseqüencia, queda da arrecadação e por fim o caos social.

CABE A NÓS BRASILEIROS, DE TODAS REGIÕES, ANALISAR OS FATOS E ENCAMPAREM A LUTA DESTES QUE PARA CÁ MIGRARAM, AJUDANDO A CONSTRUIR UMA NAÇÃO LIVRE!
QUE DEUS NOS AJUDE!!!!
Sou comerciante em Aripuanã MT, estamos todos assustados com o caos que assola nossa região, e temos que assistir a tudo isso com as mãos atadas. Pesso que divulguem essas informações que não são divulgadas pela mídia.

Jeferson Ricardos Stela é empresário em Aripuanã

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Da Constitucionalização do porte e uso de drogas

O Senado Federal aprovou em segundo e último turno...

G20: Manejo Florestal um caminho para mitigar as mudanças climáticas

Compartilho algumas reflexões sobre um tema de extrema relevância...

A medula da Constituição

Estamos precisando ler a Constituição com a mesma frequência...

Habitat diferentes para o bem comum

Não restam dúvidas de que a convivência pacífica entre...