segunda-feira, 26/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Taques mostrou a que veio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mato Grosso, geralmente sai na mídia nacional, quando acontece alguma desgraça ou quando um representante é pego com a mão na "massa". Após a posse de Pedro Taques em fevereiro de 2011, tivemos a grata surpresa de ver o Estado também ser citado, pela atuação de seu representante.

Esta é uma das funções do Senador representar bem o seu estado, Taques tem feito isto muito bem e mostrou de cara a que veio, quando não se quedou escravo, da chamada governabilidade de coalizão. Pelo menos esta é a opinião CONGRESSO EM FOCO, que concedeu o prêmio ao Senador Pedro Taques, como um dos melhores parlamentares do ano, prêmio este, que jamais seria concedido a alguém que atuasse no "varejinho". Por falar em varejo, a atuação do parlamentar tem sido justamente ao contrário, ele tem se destacado, justamente no debate dos grandes temas nacionais.

O Código Penal Brasileiro por exemplo, é de 1940, por conta da solicitação do Senador Pedro Taques, juristas de todo o País estão reunidos para formular o novo texto do Código Penal.  Neste pouco tempo de mandato, propôs 7 (sete) PECs- Proposta de Emenda Constitucional e 37 Projetos de Leis. Um dos Projetos, torna corrupção crime hediondo, na enquete que foi feita pelo Senado Federal recebeu 278 (duzentos e setenta e oito mil) votos como projeto relevante.
Mesmo tendo sido destaque na grande mídia, mesmo sendo eleito um dos melhores, não tem satisfeito as expectativas de alguns e esta semana saiu na mídia um duríssimo artigo dizendo que ele não mostrou a que veio, tecendo criticas, sobre a atuação na CPMI.

A crítica sobre a atuação do Senador na CPMI não o faz justiça, pois, por manobras do governo, até agora os trabalhos mal começaram e onde o Senador pode se destacar é justamente na inquirição das testemunhas. Esperar que Taques, dê show numa CPI em que notadamente seus companheiros não querem que dê em nada, é o mesmo que colocar Neymar num pra jogar sozinho e exigir que ganhe o jogo. Apesar da visível admiração da mídia nacional pela atuação do Senador, se nota que a Bíblia ta certa "Ninguém é profeta em sua própria terra".

José Antonio dos Santos Medeiros
suplente Senado-PPS/MT

 

 

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...

O seu pior inimigo pode estar no seu voto

Muitas pessoas estão apenas preocupadas em mudar o mundo...