terça-feira, 5/março/2024
PUBLICIDADE

Sinop completa mais um aniversário podendo ter sua história contada por aqueles que a viveram

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Sinop é um município jovem, sua história é recente, por isso não é difícil encontrar pelas ruas da maior cidade do nortão, os desbravadores desta terra fértil, rodeada de verde, rica e próspera, onde as pessoas são o grande diferencial. Nossos pioneiros estão aí. É Fácil lembrar quem foram os prefeitos, o primeiro vereador, a primeira professora. Para aqueles que não lembram, ou que chegaram mais recentemente, uma visita a Casa da Cultura do município, solucionaria a questão. Um lugar rico em recordações, que conta a história daqueles que construíram muito do que existe aqui. Mas onde fica mesmo a Casa da Cultura de Sinop? Falarei disso em outro instante, pois neste mês de setembro é hora de comemorações e não de lamentações.

Lembrar dos pioneiros é lembrar-se de cada um deles plantando uma árvore com uma placa com seu nome por ruas e avenidas da cidade. Cada árvore simbolizando um ano de Sinop, uma forma de reconhecimento, uma forma de perpetuar a história dos pioneiros. Acredito que a administração que valoriza sua história, valoriza a sua gente.

Entre aqueles que já foram lembrados durante as comemorações do aniversário de Sinop estão: Abel Dal Bosco (in memorian), Afonso Celso Teschima, Aleixo Schenato (In Memorian), Alcides Schmidel, Uilibaldo Vieira Gobbo (In Memorian), Antônio Secchi (In Memorian), Basiliano Carmo de Jesus (In Memorian), Bernardino Neves de Oliveira, David de Marchi, Dirceu de Cezaro, Dorival José Braz, Emilio Hansen, Braz Claro dos Anjos (In Memorian), Geraldino Dal" Maso, Nicolau Flessak (In Memorian), Jayme Antônio Roveri, Estanislau Belgrovicz (In Memorian), Manoel Nunes, Lindolfo Trieweiller (In Memorian), Mauri Weirich, Massami Uriu (In Memorian), Osvaldo Paula, Osmar Jordan, Plínio Callegaro (In memorian), Sebastião Brito de Souza, Takeru Hoshino, Terezinha Aparecida Tomelin Bogo, Terezinha Vandersen Pissinati Guerra, Irineu Martins, Comercindo Tomelin, Irineu Jaeger, Padre João Salarini (in memorian), Paulo Faganello, Vanio Vicente Vieira, Jaime Perecin, Rosana Martinelli, Roland Bonfiglio, Italvino Omizzolo, Clementina Rodrigues, Clemência Lima, Paulo Cardoso de Andrade, José Marques Perdigão, Aquilino Valmo Minetto, Arno Reinehr, Judite Scalabrini, Osvaldina Shguenoto, Olavio Reinehr, José Inácio Enzweiller, Norma Neideck, Eva Erondina do Amaral, Dirceu A. Fornazieri, Darci Santana, Claudino Jaeger, Mário Moura, Manoel Rafael de Andrade, Lori Adams, Geraldo Sales Pereira, Atílio Brioski, Maria Secchi, Waldemar Brandão, Dozolina M. Testa, José Joanucci, Miguel Serafin da Silva , Arnildo Schudiken e mais uma centena de pessoas que podem e merecem uma referência histórica por nossa cidade. Tenho convicção de que cada uma dessa figuras ilustres sentiu-se honrada em participar da construção de gestos, que marcam sua vida em Sinop.

Esses são apenas alguns nomes, sei que muitos outros estão aguardando sua vez de serem homenageados, de registrarem sua contribuição por esta metrópole do presente. Eles são a história dessa potência que se tornou Sinop. Uma história que ainda pode ser contada por aqueles que realmente a viveram.

Quanto aos pioneiros que fizeram e fazem, tenho orgulho de poder ter ajudado na efetivação da Casa da Cultura de Sinop, de ter regulamentado a lei de incentivo a cultura municipal, criado as oficinas culturais, concretizado bustos de pioneiros como Enio Pipino e Padre João Salarini, realizado exposições de artesanatos, criado espaços alternativos para a música, artes plásticas, tenho orgulho de ter convivido com tantos pioneiros e que a cada dia merecem mais do que uma Casa de Cultura para guardar registros da memória de Sinop, merecem um passo mais ousado, merecem um colonial como museu histórico, um verdadeiro memorial patrimonial.

Que cada um reflita sobre este momento de Aniversário Sinopense e registre sobre a importância de consagrar os pioneiros de ontem e de hoje. Pra mim, fazer isto é como ter um filho e registrar sua vida, suas fotografias, seus desenhos, seus objetos. Uma cidade precisa de sua história precisa que sua memória se perpetue para que outras gerações possam conhecê-la.

Parabéns pioneiros de Sinop são 37 anos de fundação. Parabéns jovens de Sinop são novos anos de desafios.

Fernando Assunçao é Vereador 2 Secretário da Camara de Sinop e Vice-Presidente do PSDB em Sinop

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Já nascemos prontos

Ao nascermos, seja em casas humildes ou alto-padrões, sempre...

Endometriose: A importância do diagnóstico precoce

O Março Amarelo começou! É o mês mundial de...

O Indizível

Quando menino, a mãe pedia para eu ir ao...