Opinião

Saber oportunizar os momentos da vida

Quando as oportunidades que são raras passam despercebidas e por não atender ao nosso ego de imediato, pode até nos levar a viver no limite do stress, e com isso, todas as portas se fecham e os relacionamentos passam ser desprezíveis para o meio em que vivemos.

Existem indivíduos que ao se sentir abandonados pelo mundo, suportam e administram com tranquilidade a solidão e o revés deste mundo competitivo é colocado nos arquivos das experiências e que podem ser usadas nas competições futuras, entretanto, por outro lado, há pessoas que em condições idênticas, se entregam e se perdem no desequilíbrio, oportunizando que o vazio se instale em sua alma e aceitando que a tristeza apague a sua luz e deixando que o colorido da sua vida desapareça, talvez porque já perderam o prazer contemplativo da vida, mas isso pode mudar, porque nada é definitivo.

Algumas pessoas no estado de tristeza e desânimos desistem de enfrentar os dissabores, passa a desqualificar todas as ajudas externas, desprezado os incentivos e o calor afetivo familiar, que são os verdadeiros pilares de sustentações, e que podem ser transformados em suportes emocionais que estão a nossa disposição, mas o importante é ser diferente e se destacar pelo enfrentamento em busca de dias melhores, as oportunidades existem, por isso, temos que ser merecedor, pois nada vem de graça, para vencer depende de muito trabalho e ter um propósito de vida, especializando num único alvo, manter o foco naquilo que escolheu, porque a vida é feita de escolhas.

Às vezes a família e os amigos são as únicas possibilidades para transformam a nossa vida e nos dando as oportunidade para o nosso recomeçar e que podem dar uma nova direção em nossas vidas, e que pode alterar o quadro de insatisfação interior, e acima de tudo, podem nos ajudar a dar primeiro passo para reconstruir das nossas esperanças e como isso, poder buscar novos caminhos, talvez a nossa felicidade esteja em uma nova profissão ou em novo empreendimento, e com isso, podemos até renovar o prazer em viver e nos transformar num ser verdadeiramente vitorioso.

Todos nós dependemos dos outros e talvez uma ajudazinha será o elo de força que está faltando em nossas vidas, o importante é ser mais humilde e saber aceitar as solidariedades, pois juntos seremos muito mais fortes.

Wilson Carlos Fuáh – Economista Especialista em Administração Financeira e Relações Políticas e Sociais em Mato Grosso - [email protected]