domingo, 25/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Novo Brasil, novo Mato Grosso

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Durante a sua história, o Brasil infelizmente quase sempre caminhou empurrado por golpes de Estado ou oportunismos políticos. De fato, somente no Movimento "Diretas Já" o povo foi às ruas contra o governo e contra os militares, pela redemocratização do País.

A insatisfação generalizada da sociedade naquele momento se assemelha com o que vivemos hoje. Violência urbana e rural, carestia de preços, serviços públicos decadentes. Enfim, um verdadeiro mar de reclamações e queixas, mas havia algo pior: a falta de liberdade democrática.

Mesmo com todas as dificuldades de se enfrentar o Governo Militar o povo foi às ruas. Nas Diretas Já, mais de 3 milhões de pessoas pediram eleições direta ao governo militar. Hoje, nos causa surpresa e alegria o "Despertar" dos brasileiros com a real prática cidadã: O PROTESTO. A sociedade parecia anestesiada e muda! Calada com a violência gratuita das ruas; calada com a volta da inflação e calada em relação ao baixo crescimento do país.

Junho de 2013, um mês que ficará marcado na história do Brasil. Foi preciso milhares de pessoas irem às ruas para soltar a voz e Despertar o "Gigante".

Este grande acontecimento cívico demonstra que vivemos uma crise da Democracia representativa no Brasil. As pessoas não acreditam mais nas Instituições porque existe politização no Judiciário, judicialização da política. Os parlamentos do Brasil inteiro são excessivamente subservientes ao Executivo. E diante disto, as pessoas não se sentem mais representadas pela classe politica. Isto é grave!

Quando o povo foi às ruas foi de forma ainda difusa e sem um foco muito preciso foi possível notar que os movimentos exigem mudança no país! Exigem mesmo! Será apenas momentâneo? Será que a sociedade brasileira vai mais uma vez ser instrumento de grupos ou massa de manobra de alguns? Esperamos que não! Tudo indica que não! Não podemos parar, temos que ir com mais 1 milhão de pessoas para as ruas do país e gritarmos um forte BASTA!

Um Basta nos desmandos administrativos e na incompetência dos governos. Um Basta na corrupção, nas mortes sem sentido, um Basta na degradação social que estamos vivendo. Um Basta nos discursos vazios dos governantes. Enfim, um Basta definitivo em relação a um Brasil velho e arcaico.

Quando este movimento espontâneo começou, muitos de nós achávamos que era repetição dos que ocorriam sempre à época dos aumentos de transporte coletivo nas capitais brasileiras, quando estudantes protestavam e nada obtinham. Hoje, conclui-se, por conta da adesão de famílias, jovens, idosos, ou seja, TODOS os brasileiros que este movimento é sim, amplo, geral e irrestrito e pede um "Basta Definitivo".

Estas manifestações revelam um Brasil que acordou em definitivo e percebeu que poderia e deveria cobrar mais e temos que ir até o final desta história! Temos que sentar no chão das ruas e só sair de lá quando os líderes que temos perceberem que agora é para valer e que o país mudou.

Nada de ideologias, nada de caracterizar este movimento como de direita ou de esquerda, mas olhar o país com pragmatismo. É fundamental entender que o Brasil mudou e deve qualitativamente avançar!

Precisamos compreender o recado que vem das vozes e se queremos ganhar o respeito das ruas e do povo, devemos ajudar a amadurecer a Democracia Brasileira e começar com uma avaliação de nossas condutas.

Parabéns aos mato-grossenses que se uniram ordeiramente nesta mobilização democrática.

Viva o "Novo Brasil". Viva o novo Mato Grosso!

Luciane Bezerra – deputada estadual

 

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...

O seu pior inimigo pode estar no seu voto

Muitas pessoas estão apenas preocupadas em mudar o mundo...