Opinião

Momentos de reflexões

Diante de tantos sofrimentos e o pânico que se instalou pelo mundo, todos nos ligamos o alerta para não nos contaminar e não ser um contaminador da Convid-19, pois cada um tem a sua angústia particularizada e a sua luta pela sobrevivência diante de tantas mortes, passou a ser obrigatória.

Essa doença veio para que as pessoas pudessem desenvolver o seu sistema de higiene particularizada, todos nós somos eternos aprendizes, e estamos na escola da vida, aprendendo e ensinando, e que o importante é saber que os valores humanos estão acima dos valores materiais, é importante saber que estamos de passagem e que não temos a garantia que se contrairmos essas contaminações, depois do isolamento no lar sendo medicado, sairemos curados, e também não dá a certeza, que ao entrar no hospital, mesmo com as dedicações dos médicos, mesmo com as ações prestativas as enfermeiras, mesmo com os equipamentos sofisticados, não nos dará a garantia da nossa cura, por isso, pensem muito antes de partir para o enfrentamento contra um inimigo invisível e assassino.

Imagine se essa contaminação tivesse como agente transmissor os animais, exemplo, um mosquito, com certeza toda a humanidade seria dizimada, porque o controle seria impossível, mas Deus protegeu os animais e as crianças, porque o propósito foi apenas dar um susto e um alerta ao povo, mostrando quem manda no universo é Ele, e que acima de tudo, mostrou ao povo, que a grande conquista está na simplicidade dos nossos atos, no amor ao próximo e na fortificações da nossa fé.
Esse vírus veio também para ensinar as coisas mais simples da vida, que é ter higiene: lavar as mãos com sabão e água, usar Álcool Gel, tomar banho e trocar de roupas, não colocar as mãos nas bocas e nos olhos antes de lavá-las. São ações simples e necessárias para não contaminar-se, e não contaminar os seus colegas de serviço e sua família.

Mas, existem os revoltados sem causas, que vão para as festas clandestinas em protesto contra o povo e a favor da contaminação, sem saber ou sabendo, estão promovendo as ações a favor do Vírus, pois passam a serem os contaminadores, porque e o Coronavírus não tem asas e nem pernas, precisam de pessoas para carrega-los e promover a viagem para que ele possa agir e matar milhões de pessoas, e entre elas pode estar alguém da sua família.

Por outro lado, existem as pessoas que precisam trabalhar e levar o sustento para sua família, e também existem os empresários que precisam abrir suas empresas e dar emprego a todos aqueles que sempre estiveram juntos nas labutas diárias, porque milhões de pessoas estão desempregadas e passando fome. No país existem aproximadamente 20 milhões de desempregados e aqueles que tinham os seus subempregos viraram pedintes de esmolas de amigos e do governo.

Em quanto isso, vemos políticos vaidosos, brigando pelo poder, e depois de um ano até chegar a Vacina, esse falsos líderes, ainda não entenderam que esse micro vírus, colocou as maiores potência do mundo de joelhos, parou as maiores economia do mundo, produziu falências e desempregos por onde passou, mas aqui do Brasil Varonil, vemos dirigente políticos tomando decisões sem reflexões, vivem nos enfrentamentos desnecessários, estão preocupados com a próxima eleição, e se esquecem que os verdadeiros inimigos são os vírus, que espalham sofrimentos e mortes por todos os lugares do país.

O Covid – 19 veio também para mostrar, que nascemos e vivemos de emoções e sentimentos de aproximações, mas que hoje estão proibidos qualquer reunião festivas e familiares, e esse distanciamento pode até trazer depressão e tristeza, mas são necessários, todos sabem como faz falta: não visitar os parentes e amigos; não poder dar um aperto de mão, não receber um abraço, não poder dar e receber um beijo. Isso ficou proibido porque são fatores de riscos para transmissão da contaminação. Todos esses atos de amor faz muita falta e que será valorizado quando esse vírus letal for embora.

Mas, o povo está aprendendo com a dor que a própria doença traz, pois muitos estão morrendo afogados no seco, pois sem os aparelhos respiratórios, as pessoas estão morrendo por falta de ar, é uma lição que nos leva a pensar, que mesmo com a maior riqueza do mundo, se você não conseguir uma vaga para ser internado, infelizmente, morrerá dentro da ambulância ou na porta do hospital. Mas essa dura realidade só é conhecida na hora que os exames informam que você está positivo para a Covid-19.

A vida roda e nesse giro, todos aqueles que passaram pela contaminação e não morreram, logo passam a ser exímios conselheiros e vivem a contar as duras experiências de ter sobrevivido, são lições duras e sofridas, que pode modificar as ações daqueles que estão por aí nas festas clandestinas, debochado da doença e desobedecendo as orientações da OMS e dos Agentes de Saúde, em todos os Estados e nas Cidades de país, existem milhares de jovens amigos da Coronavírus, dando trabalhos a polícia e depois os nossos heróis, que são os Cientistas, os Médicos, os Enfermeiros, os Motoristas das ambulâncias e os Coveiros.

O importante é saber optar pelo que há de melhor para a nossa convivência e sobrevivência, pois as decisões são de forma individualizada e pessoal, sabendo que só se alcança o impossível, aqueles que têm especialidades em conquistas, por isso, precisamos aprender a ver o invisível e não ficar esperando o futuro chegar, por isso, faça a sua parte e cuide da sua proteção, faça o que for preciso, porque com a chegada das Vacinas tudo vai passar, e logo, vamos ouvir os gritos de felicidade em forma de comemorações entre as pessoas que foram as sobreviventes desses dias tristes que ficarão para trás.

Mas, é importante saber que tudo passa e as novas etapas da vida veem para testar as nossas capacidades de resistência às dores interiores e saber que são experiências duras e tristes, mas que está nos ensinando que não somos nada sem o auxilio de JESUS, por isso, temos que ser mais simples e mais acolhedor, e que possamos a aprender com o nosso Mestre, que o amor ao próximo tem um valor imensurável e que sozinho não somos ninguém.

Wilson Carlos Fuáh – Economista Especialista em Administração Financeira e Relações Políticas e Sociais em Mato Grosso - [email protected]