sexta-feira, 1/março/2024
PUBLICIDADE

Mobilização virtual e cidadania

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Até bem pouco tempo havia uma máxima que dizia ser a imprensa o quarto poder em todas as nações, principalmente onde floresce a democracia e a liberdade de expressão e de pensamento. Com o advento  da internet e das redes sociais esta assertiva passou a ser mais do que verdeira.

Basta olharmos como  os governos totalitários eanti-democráticos tentam por todos os meios, seja através de leis dacronianas, seja pela censura que cerceia a liberdade de imprensa, seja por ações violentas de intimidação, inclusive com prisões arbitrárias e até mesmo assassinatos de profissionais de imprensa ou escritores, seja por pressões econômicas tais governos  demonstram seu temor em relação ao poder que a imprensa de um modo geral e as midias sociais e a internet representam em termos de mobilização de grandes massas.

Recentemente na chamada primavera  árabe que levou de roldão ditaduras cruéis que se mantimham no poder por décadas a fio o papel da mobilização virtual funcionou como um rastilho de pólvora e em poucos dias milhões de pessoas, tanto nas praças e demais locais públicos desses países quanto milhões ao redor do mundo puderam hipotecar sua solidariedade e contribuir para a derrubada de governos déspotas e corruptos.

Gostaria de destacar ,nesta  oportunidade, uma organização queestá crescendo ao redor do mundo,sem apoio de grupos econômicos ou partidos polícos ou de ideologias e que a cada dia cresce em termos de poder de mobilização virtual. Trata-se da AVAAZ, cujo link pode ser acessado em diversas línguas bastando clicar em http://www.avaaz.org

A AVAAZ é uma comunidade de mobilização online que leva a voz da sociedade civil, a partir da ação individual, para a política global. Foi criada em 2007com a missão de mobilizar pessoas do mundo todo para construir uma ponte entre o mundo em que vivemos, a partir de cada realidade considerada e um mundo novo que é o mundo que queremos com liberdade, justiça, equidade e dignidade.

A AVAAZ opera em 15 línguas diferentes e mobiliza milhões de pessoas em  suas campanhas para agirem em  causas nacionais e internacionais urgentes como  combate a pobreza, mudanças climáticas, defesa do meio ambiente e da biodiversidade, combate a governos corruptos, direitos humanos, conflitos e guerras, liberdade de imprensa e outras mais.

Atualmente mais de 14,738 milhões de pessoas estão associadas a AVAAZ em 195 países e territórios ao redor do mundo, inclusive milhares no Brasil. Sobrevive de doações de seus membros e não aceita contribuições de governos e nem de grupos econômicos para garantir sua liberdade de ação.

Desde 2007, quando foi organizada, já realizou 81,6 milhões de ações e diversas campanhas pelo mundo afora, incluindo no Brasil quando apoiou e ajudu a mobilização pela aprovação da FICHA LIMPA e há  poucas semanas pelo Veto que a president Dilma  apresentou ao “novo”  código florestal.

No final de cada ano através de uma consulta online  a AVAAZ define sua agenda para o ano seguinte. Para definir a agenda de mobilização de 2012 foram consultados mais de 154,4 mil membros em todos os países e territórios onde a AVAAAZ tem membros. Os temas escolhidos foram: a) direitos humanos 77,3%; b) politica, economia e bem comum 68,1%; c) Guerra e paz 62,4%;d ) mudanças  climáticas 67,7%; e) corrupção 67,8%; f) pobreza e desevolvimento 61,3%; g) movimentos democráticos 61,3%; h) alimentação e saúde 49,7%; i) Bio diversidade e conservacionismo 54,3%.

As campanhas de mobilização são sugeridas pelos membros e devem girar em torno desses temas centrais. Após analisadas pela direcão e corpo técnico da organização as campanhas são formatadas e a mobilização virtual, incluindo manifestações de ruas e outras formas de ação e protestos são desencadeadas e articuladas com outros movimentos sociais.

Percebe-se claramenteque estamos diante de um novo limiar em termos de exercício da cidadania e poder de pressão que as pessoas, aparentemente de forma  isolada, mas virtualmente articuladas podem mudar o rumo da história e da mobilização das massas.

Juacy da Silva, professor universitário, mestre em sociologia, colaborador de Só Notícias
[email protected]

 

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Endometriose: A importância do diagnóstico precoce

O Março Amarelo começou! É o mês mundial de...

O Indizível

Quando menino, a mãe pedia para eu ir ao...

A grande expectativa coletiva

É muito fácil presentear quem não precisa de amparo...

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...