quarta-feira, 28/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Hospital de Câncer de MT completa 25 anos salvando vidas

Dr. Laudemi Moreira Nogueira, Presidente do Hospital de Câncer de MT
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Neste dia 4 de fevereiro o Hospital de Câncer de Mato Grosso celebra 25 anos de história, e que história. Desde a fundação da mantenedora Associação Mato-grossense de Combate ao Câncer (AMCC), ainda em 1954, muitos foram os nomes e organizações que se empenharam a construir e colocar em funcionamento um Hospital de referência.

E hoje somos, com certeza, referência em tratamento oncológico no Centro-Norte do país. Costumo dizer para equipe que números não representam, em sua completude, a importância do trabalho desenvolvido pela instituição, afinal de contas, cada vida é única e inestimável. No entanto, para fins demonstrativos, ressalto que o Hospital realizou quase 180 mil atendimentos em 2023, superando, mais
uma vez, o ano que antecede.

E detalhe, cerca de 95% desses atendimentos são de pacientes vindos do Sistema Único de Saúde. Ao contrário do que muitas instituições fazem, aqui no HCanMT SUS também é prioridade, e merece todo o
respeito. Os profissionais da assistência me relatam que os pacientes se admiram com a qualidade do atendimento oferecido, que não difere em nada dos particulares e convênios.

Aqui não existe alimento diferente para um, medicamento diferente para outro. Não! É comum recebermos pacientes nos leitos, e mesmo isolamentos, que a família fica preocupada com o custo de tanto conforto e humanização. Alimentos de qualidade, televisão, ar-condicionado, poltrona, atendimento psicológico, fisioterápico, capelania, enfim. Mas não, isso tudo é pelo SUS, não há cobrança.

Claro, como a sociedade já sabe, o recurso vindo do Sistema Único de Saúde não cobre 45% dos gastos do Hospital, mas existem muitos corações solidários que se unem a nós na missão de cuidar de
pessoas. Atualmente, as doações suprem 20% dos gastos da instituição, e graças aos parceiros, amigos e entidades, continuamos com as portas abertas, em constante capacitação e reestruturação. O
ano de 2023, aliás, foi um exemplo, com a modernização e humanização do Centro Cirúrgico e do Setor Onco-hematológico.

O HCanMT faz diferente, para fazer a diferença. A prova disso é que o Hospital começou a percorrer os primeiros passos para a conquista da Acreditação ONA, entidade que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil. Estamos na fase de diagnóstico organizacional junto ao Grupo IBES – Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde, e a equipe está trabalhando arduamente para colocar no papel tudo o que já é oferecido por aqui.

Inclusive, tenho ouvido uma indagação que, para mim, soa impertinente: para que Acreditação em um Hospital que atende SUS? Acreditem, nós da diretoria temos recebido esse tipo de questionamento. Reforço o que disse, o Hospital de Mato Grosso é referência e trabalha para cuidar do paciente oncológico. E ponto! Almejamos sim, aumentar os atendimentos particulares, afinal é mais sustentabilidade financeira para a instituição, mas isso não muda em nada o tratamento. Não
valoramos vidas, valorizamos!

E não é só SUS, oferecemos atendimento filantrópico no interior. E o que dizer das campanhas de prevenção que percorreram 55 municípios do estado? Em 2023 a Unidade Móvel de Saúde, junto com o micro-ônibus e a equipe, percorreu mais de 12 mil quilômetros e foram mais de 20 mil atendimentos realizados, com 2.048 casos suspeitos encaminhados direto ao HCanMT. O Hospital de Câncer de MT vai muito além do tratamento, nós também prezamos pela prevenção.

Para 2024, estamos investindo em planejamento e desenvolvendo diversas estratégias para alcançarmos o que tanto almejamos: ser sustentável mantendo a filantropia e investimentos em ensino, pesquisa e inovação. O trabalho aqui não cessa, e seguimos respeitando os nossos valores,
que envolvem o foco no paciente, qualidade no atendimento, transparência nas ações, valorização dos profissionais, inovação, gratidão aos doadores, responsabilidade social e meritocracia.

Recentemente nos vimos em mais uma situação difícil. Tivemos que vir à público falar sobre a inanição financeira do Hospital diante aos atrasos e não pagamentos pela Secretaria Municipal de Saúde de
Cuiabá. Infelizmente, muitas vezes chegamos à beira de um colapso. Mas, graças aos parceiros e amigos, e depois da recomendação feita pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-MT) e do Ministério Público Estadual (MPE-MT), nós continuaremos de portas abertas. Temos muito respeito por cada vida que aqui adentra, e vamos trabalhar diuturnamente para que continuemos a salvar vidas. A luta não termina aqui!

E por fim, e não menos importante, deixo aqui a minha gratidão à sociedade pelo apoio prestado ao nosso Hospital. Não estranhe quando digo “nosso” Hospital, porque ele é nosso mesmo, de cada
mato-grossense, inclusive meu, que sou nascido logo ali em Ponte Branca. Quem conhece a história de ponta a ponta, como conheço, sabe a luta que envolveu a então abertura do HCanMT em 4 de fevereiro de 1999, e sabe que essa luta continua até hoje, mas juntos temos conseguido construir uma bela história.

Que venham mais muitos anos. Parabéns HCanMT. Parabéns Mato Grosso!

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

A grande expectativa coletiva

É muito fácil presentear quem não precisa de amparo...

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...