Opinião

Diagnóstico tardio dificulta as chances de cura do câncer

* Este texto foi produzido para a disciplina Teoria Linguística, do Programa de Pós-Graduação em Letras (UNEMAT/Sinop), sob orientação da profa. Dra. Leandra Ines Seganfredo Santos

Desde o início da pandemia constatou-se em vários serviços do Brasil e no mundo uma queda do número de pessoas buscando atendimento oncológico. Por esse motivo pergunta-se; será que a incidência de câncer diminuiu? Claro que não, isto se dá pelo fato de a população estar amedrontada com a presença do Covid-19 em nosso meio. Várias pesquisas mostram que diminuiu significativamente o número de consultas, diagnósticos, cirurgias, quando comparadas a anos anteriores.

Somando a este fato, os serviços que realizam os atendimentos aos pacientes com câncer também limitaram o acesso a procedimentos eletivos, deixando de realizar vários exames de diagnóstico.

O Instituto Oncoguia divulgou uma pesquisa; intitulada “Os impactos do coronavírus causados no tratamento do paciente oncológico” realizada em dois momentos. Na primeira fase aponta redução de 43% nos tratamentos nos meses de março e abril e na segunda fase redução de 31% no mês de julho de 2020, segundo informações da diretora do Instituto Luciana Holtz. Conforme a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica e a Sociedade Brasileira de Patologia alertam que serviços de referência do país (redes públicas e privadas) que 50 mil brasileiros deixaram de receber a confirmação do câncer no período de março a maio de 2020. De acordo com estes dados, poderemos ter sérias consequências quanto ao que acontecerá em um breve futuro, pois o atraso no diagnóstico comprometerá o tratamento e a chance de cura desses pacientes. Segundo os oncologistas, tumores diagnosticados em estágio avançado levam a tratamentos mais agressivos e com menor chance de cura. Neste momento de fragilidade vivenciada pela humanidade não podemos deixar de realizar nossos exames, pois as demais doenças não deixaram de existir.

PREVENÇÃO SALVA VIDAS
Devemos ter os cuidados necessários a fim de evitar a contaminação do Coronavírus, porém temos o dever de realizar os exames necessários para acompanhar nosso estado de saúde. Pessoas com sintomas suspeitos, faixa etária de risco, histórico familiar, não convém adiar avaliações médicas. O diagnóstico precoce faz a diferença na cura da doença e todo o retardo no diagnóstico afeta o prognóstico dos pacientes aumentando as taxas de mortalidade por câncer.
Não podemos usar “máscaras” para o câncer, devemos sim, ter atitudes preventivas agora e sempre.

Bibliografia:
INSTITUTO ONCOGUIA. Câncer: a luta não pode parar com a pandemia. [S.n.b.]: 24 jul. 2020. Disponível em:
http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cancer-a-luta-nao-pode-parar-com-a-pandemia/13790/42/
impacto da covid-19 no tratamento do câncer. [S.n.b]: 26 jun. 2020. Disponível em: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/impacto-da-covid19-no-tratamento-do-ca&770ncer/13716/1093/

Patrícia Cintra Vasconcelos Rossini - [email protected]