Opinião

Consciência Pública: Uma diretriz de ação.

A convivência das pessoas no contexto de uma coletividade é o fator fundamental que promove o crescimento e o desenvolvimento. A clareza do que seja o público e o privado é a única visão que fortalece a promoção humana.
Nosso país, em regra geral, exerceu essa visão de modo limitado, mesmo assim evidenciou épocas de avanços e outros de estagnação.

A prática consciente do poder local representou, historicamente, os mais significativos avanços em diferentes regiões do país. De Sul a Norte, de Leste a Oeste deste país-continente, encontram-se as evidências que comprovam o quanto é positivo o correto exercício do poder local. E quando se fala em exercício do poder local, quer-se compreender a idéia mais ampla possível da presença da Administração Pública Municipal.

No início desta nova fase político-administrativa, onde há uma proposta clara e evidente de se construir uma nova história, basicamente, o que se pretende é, respeitando a realidade que está posta, projetar uma ação coletiva que alavanque, o Sorriso que se quer. E esse Sorriso – constituído por pessoas de diferentes origens, com inúmeros objetivos comuns; por uma riqueza sólida e progressista que embasa a riqueza material do Estado e do País; por um ideal de progresso e desenvolvimento que gere o bem estar social -é que se precisa buscar com toda a determinação.
Respaldado na experiência exitosa da iniciativa privada, o planejamento da cidade e do município, no seu conjunto, com todas as particularidades e peculiaridades, impõe atualização e inovação.
Quando Rossato & Nardi ofereceram para a Comunidade, e ela acolheu, uma proposta de desenvolvimento estratégico, com certeza, pretenderam despertar a atenção de todos para essa realidade e necessidade.

Os princípios da participação, da transparência e do diálogo estão lançados. Quer-se, agora, a sua materialização. E o convite é para que se desarme o individualismo, e se busque a verdadeira consciência pública: o que é público é de todos e como tal precisa ser exemplarmente gerenciado.

A harmonia inicial demonstrada pela democrática convivência dos Poderes Executivo e Legislativo asseguram um requisito básico para alcançar o sucesso que a comunidade quer. Participemos!

Alci Luiz Romanini é secretário Municipal da Administração e escreveu este artigo para Só Notícias.
[email protected]