Opinião

As forças da esperança e da reconstrução em 2021

Não devemos deixar de dedicar nossos esforços para estar entre os vencedores, mas acima de tudo devemos também respeitar aqueles que merecem honraria de ser um lutador, muito antes de ser entendido como subordinação, essa ação, também faz parte do culto aos heróis anônimos, que não são reconhecidos ou que muitas vezes são ignorados pelos ingênuos da objetividade, pois muitos não entendem que somos a somatória de todas as nossas vontades e ações.

O importante é seguir através dos nossos próprios passos, abrindo novos caminhos e a nossas maneiras, escrevendo as nossas próprias histórias, vivido através dos nossos momentos que na verdade são nossos, porque devemos sim, comemorar as nossas vitórias mesmo que as vezes sejam tão pequenas.

Conquistar é estar no estágio de atração incontrolável, que às vezes nos tira a razão dos sentidos, essa sensação de bem estar, são percebidas nos olhares transmitidos pelo brilho de quem está possuído pelo doce veneno da vitória, pois nessa mescla de fusão de todo sistema material que fazem parte da tabela periódica, temos o poder de ir em frente e seguindo sem deixar vestígios de uma força que foca todos os nossos desejos no extraordinário, e isso faz com que seguimos por aí, correndo atrás de objetivos que harmonizam a fusão de dois universos em um único caminho, pois é a paixão que faz perpetuar as espécies e nesses voos, podemos até queimar algumas penas das nossas asas, mas o melhor mesmo é arriscar; o arrependimento por algo que não se tentou, é pior do que o sentimento de errar tentando acertar. Quem um dia ainda não seguiu por caminhos incertos, só por de um sonho felicidade ou um projeto de dias melhores? Todos nós já passamos por isto.

Quando amamos ou desejamos com intensidade de um sentimento verdadeiro ou acreditamos do fundo de nossa alma em algo, nossos sentimos ficam mais fortes do que o próprio mundo, e nesse momento é que somos tomados de uma serenidade que vem da certeza de que nada poderá vencer a vontade de conquistas, pois o nosso querer está transbordando de fé.

Esta força às vezes desconhecida, é que faz com que sempre tomemos as decisões certadas, ajudada pela hora exata e por estarmos no lugar escolhido por Deus, e quando atingimos os nossos objetivos, ficamos surpresos com nossa própria capacidade, por isso acredito que 2.021 será diferente e será o ano da reconstrução.

FELIZ ANO NOVO.

Wilson Carlos Fuáh – Economista Especialista em Administração Financeira e Relações Políticas e Sociais em Mato Grosso - [email protected]