sexta-feira, 1/março/2024
PUBLICIDADE

A indústria de sepulcros caiados

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Muito mais do que imaginamos a política administrativa, corporativista, tentaculoculista, não apenas assemelha-se a um sepulcro caiado, como também, com orçamento público a defender interesses privados inconfessáveis, produz sepulcros da cidadania.

Nós sociedade, em sua grande maioria com diminuta cidadania, fruto desta indústria, gerida por esses fariseus, desapercebidamente nos nutrimos inconscientes pela doutrina e pregações dos escribas hipócritas, nos tornando no contexto socioeconômico em apenas, dados estatísticos e meros consumidores de oxigênio do interior de sepulcros invisíveis.

A pautarmo-nos com convicção e, atitudes respaldadas nos princípios do regime da ampla e aplicável democracia brasileira haveremos de reagir como cidadãos, sempre que necessário for a defesa do interesse coletivo, em que pese o desencontro às orientações e os interesses escusos dos escribas vampirescos.

A quebra da inércia significa no bom sentido, o enfrentamento em defesa da democracia e da cidadania de um povo que sabe o que quer. Isto, em hipótese alguma deve ser interpretado como provocação, mas, como um chamamento ao exercício da plena cidadania.

O não exercício de cidadania em qualquer que seja a circunstância é, cumprir a ordem de consumir oxigênio num invisível sepulcro caiado. Vamos à luta democrática organizada mas, com firmeza, cobrar nossos direitos à saúde, à educação, à segurança e acima de tudo, o direito de consumirmos oxigênio fora do sepulcro de forma livre, democrática e independente.

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. Assim, também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade". Mt 23:27-28

Jorge Antônio Baldo é de Sorriso

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Endometriose: A importância do diagnóstico precoce

O Março Amarelo começou! É o mês mundial de...

O Indizível

Quando menino, a mãe pedia para eu ir ao...

A grande expectativa coletiva

É muito fácil presentear quem não precisa de amparo...

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...