quarta-feira, 17/julho/2024
PUBLICIDADE

Vinte e dois moradores de rua são recolhidos em Cuiabá

PUBLICIDADE

Vinte e duas pessoas em situação de risco foram retiradas da região da Rodoviária de Cuiabá, esta manhã, durante a Operação Ágape 2, realizada pelo Poder Judiciário de Mato Grosso, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público e Polícias Civil e Militar. Cinco estavam no Viaduto, uma na localidade conhecida como "Paredão" e 16 na rua Luiza Cuiabana.

As pessoas recolhidas foram encaminhadas ao Centro de Triagem da Abordagem Solidária, da Prefeitura de Cuiabá, onde receberam o primeiro atendimento. Segundo o coordenador da Proteção Social Especial da Secretaria de Assistência Social, Edilson Proença Nascimento, no local essas pessoas são cadastradas, tomam banho, trocam de roupa e são avaliadas por um psiquiatra. Caso haja necessidade, são encaminhadas para atendimento psicossocial no Hospital Adauto Botelho e nos Caps. Em casos mais graves, são encaminhadas para tratamento de internação em comunidades terapêuticas.

Edilson Proença informou que existem em Cuiabá cerca de 350 pessoas vivendo nas ruas, em 27 pontos diferentes da cidade, entre eles a região da Rodoviária, Porto e Centro. Dessas pessoas, aproximadamente 75% são dependentes químicos. Um levantamento realizado pela Secretaria de Assistência Social realizado entre 2010 e 2012 mostrou ainda que 75% dessas pessoas não têm origem e nem vínculo com a cidade de Cuiabá.

Idealizadas pelo Tribunal de Justiça e coordenadas pelo assessor militar do Fórum de Cuiabá, capitão Darwin Salgado Germano, essas operações, que tiveram início com a Operação Porto do Paz, no ano passado, têm por objetivo ressocializar essas pessoas, fazendo com que elas se recuperem da dependência química. Outra meta é atender aos anseios de moradores e visitantes dessas regiões, que se sentem amedrontados e inseguros com a presença dessas pessoas, que por serem dependentes químicas muitas vezes se tornam agressivas.

Edílson Proença informou que qualquer cidadão pode solicitar o Serviço de Abordagem quando se deparar com uma situação dessas, pelo telefone 0800-602-1234.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Coruja é resgatada em área de risco por morador de Sorriso

O filhote de coruja suindara (tyto furcata), também conhecida...

Justiça do Trabalho em Nova Mutum é a maior em número de novas ações

O Tribunal Regional do Trabalho informou que a vara...

Mulher que estaria embriagada sofre acidente com moto no Nortão

O acidente de trânsito envolvendo uma Honda Bros ocorreu,...

Motociclista é socorrida após colisão com caminhonete em Sinop

O acidente envolvendo Toyota Hilux branca e a Yamaha...
PUBLICIDADE