Geral

Unidade do Ceprotec deverá passar por reformas em Alta Floresta

Um seminário ontem em Alta Floresta serviu para que a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado tratasse do plano estadual de ciência e tecnologia, elaborado em 2003. O evento reuniu representantes da Secitec, Ceprotec, Fapemat, além de prefeituras regionais durante toda a quarta-feira na unidade altaflorestense do Ceprotec. Trata-se de discussões regionalizadas.

O encontro serviu para uma espécie de prestações de contas das atividades desenvolvidas com base na elaboração do plano e as ações que poderão ser desenvolvidas futuramente.
Segundo a secretária Flávia Nogueira, além de ter o aval da sociedade sobre o plano, é possível inserir novas propostas, reformulando metas que possam ser consideradas desnecessárias ou menos importantes. O Centro Profissional e Tecnológico é considerado uma organização nova, tendo completado o primeiro aniversário em janeiro último.

“Dado o curto espaço de tempo, tudo é muito positivo”, avaliou. O lado negativo, que deverá ser resolvido quase que de imediato, são adequações e reformas no prédio, e aquisição de equipamentos em substituição aos que foram adquiridos quando da implantação do antigo Cenfor. Uma reforma está programada para abril, com a intenção de resolver esses problemas. Deverão ser investidos mais de R$500 mil nessas ações.

“Não são pequenos problemas, são vazamentos, infiltrações, equipamentos que foram comprados de maneira errada no passado e que hoje estão no laboratório e muitas vezes impedem o perfeito andamento dos trabalhos dentro do laboratório”, ressaltou, dizendo que as obras ainda não haviam sido realizadas por problemas jurídicos, já resolvidos.