Geral

Sorriso: justiça criminal condena 4 por envolvimento com tráfico de drogas e associação

O Ministério Público do Estado informou, hoje, que o ex-militar do Exército Magno Pereira Santana e outras três pessoas foram condenados por tráfico de drogas e associação para o tráfico em Sorriso. As penas serão cumpridas em regime fechado. Magno foi condenado pela 1ª vara criminal da comarca, que julgou procedente a denúncia da 2ª promotoria, a 14 anos de reclusão e 1,7 mil dias-multa.

O MP também informa que “Fernando de Padova foi condenado a 11 anos e um mês de reclusão e 1.460 dias-multa, Josiane de Oliveira teve a pena fixada em oito anos e 10 meses de reclusão e 1,3 mil dias-multa, e Fátima Regina Albertoni Mazeto em oito anos de reclusão e 1,2 mil dias-multa. O condenado Fabrício Albertoni Mazeto recebeu a pena de cinco anos de reclusão pelo crime de associação para o tráfico de drogas, que será cumprida inicialmente no regime semiaberto. Ele já havia respondido pelo crime de tráfico e sido condenado em processo separado”.

Segundo a denúncia do Ministério Público, eles atuavam com a venda da droga em Sorriso que saía de Mirassol D’Oeste. As investigações policiais começaram em 2018. “Após a Justiça autorizar a interceptação telefônica de alguns suspeitos indicados pela Polícia Judiciária Civil, foram descobertos elementos probatórios suficientes que indicavam verdadeira associação criminosa. Na sequência, foram deflagradas as ações policiais cuja operação foi denominada “ex-combatente”, informa o Ministério Público.

O promotor de Justiça Luiz Fernando Rossi Pipino apontou que grupo era integrado por indivíduos residentes em Sorriso e em outras localidades, “com a formatação de uma associação criminosa única, complexa e bem articulada”.

Os condenados podem recorrer da decisão judicial.

 

Só Notícias