Geral

Sorriso: 4 vão a júri por deixar homem com faca cravada nas costas e amarrado em árvore

Quatro suspeitos irão a julgamento por tentativa de homicídio contra um homem que foi esfaqueado e amarrado em um tronco de árvore. O crime ocorreu em março do ano passado, às margens de um rio, em um acampamento no Pontal Verde, na zona rural de Sorriso.

Conforme decisão da juíza Emanuelle Chiaradia Navarro Mano, os quatro serão julgados por tentativa de homicídio qualificado, cometida por motivo fútil, de maneira cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Ainda cabe recurso contra a decisão e a data do julgamento não foi definida.

Segundo a Polícia Militar, testemunhas que estavam no Rio Reles, pescando de barco, afirmaram que encontraram um de seus amigos amarrado e esfaqueado em um acampamento. As duas testemunhas disseram ainda que prestaram socorro ao homem, levando -o para Unidade de Pronto Atendimento de Sorriso (UPA) e que, em seguida, a vítima teve que ser transferida para o Hospital Regional, devido à gravidade dos ferimentos.

De imediato, os policiais foram até as testemunhas, as quais relataram que estavam com a vítima em uma pescaria, a cerca de 45 km de distância da área urbana do município. Os dois amigos da vítima contaram que saíam de barco e a vítima ficou sozinha na beira do rio pescando. Enquanto se afastavam, eles visualizaram os suspeitos chegando no local em um Renault Sandero, que teria até atolado no local, sendo que a vítima ajudou o grupo (três homens e uma mulher) a desatolar o veículo.

Os suspeitos montaram o acampamento, faziam churrasco e estavam consumindo bebida alcoólica no mesmo lugar que eles pescavam. Ao retornar, as testemunhas não encontraram o amigo no local e decidiram dormir.

Ao ouvir barulhos de carro arrancando, como se tivesse batido em algo, os dois homens decidiram ir verificar e foram até o acampamento dos suspeitos. No local, eles encontraram a vítima amarrada em um tronco de árvore no chão, ensanguentada e com uma faca cravada nas costas. De imediato, a vítima foi levada para o hospital, já que estava inconsciente e agonizando.

Na região da Rotam do Sol, a PM abordou um veículo Corolla conduzido por um homem que disse que seu filho o havia ligado pedindo carona para ele e seus amigos. O suspeito disse ao pai que havia feito algo grave no rio e a polícia estava atrás dele. Em desacordo com as atitudes praticadas pelo filho, o homem ajudou os policiais, que acabaram localizando o suspeito descalço já no perímetro urbano da cidade. O suspeito ao perceber a PM tentou fugir para um milharal, mas foi preso em flagrante.

O homem confessou o crime e disse que ele e os amigos que conseguiram fugir estavam bebendo com a vítima, quando houve um atrito e eles teriam machucado o homem. O suspeito foi preso e entregue à Polícia Civil.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)