Geral

Sinop: secretaria reforça que só lixo doméstico deve ser jogado em contêineres da coleta automatizada

A coleta automatizada de lixo, no centro, começou esta semana. Os contêineres do novo sistema estão sendo instalados em vários pontos nas avenidas e ruas. Em cada quarteirão há ao menos um. Serão instalados 440 contêineres nas três primeiras fases do sistema. A primeira com 150 coletores abrange as avenidas das Figueiras, Embaúbas, Jacarandás, Ingás, Júlio Campos e Sibipirunas e os moradores já podem depositar o lixo doméstico.

A prefeitura reforçou, hoje, que é preciso atenção, pois nem todo tipo de resíduo pode ser descartado nessas lixeiras. A população pode depositar restos de alimentos, plásticos, papéis, garrafas (vidro e metal) e demais resíduos de origem domiciliar. Não poderão ser colocados galhos e folhas de árvores, resto de construção, entulhos, resto de móveis e pneus velhos.

A secretária Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ivete Mallmann, explica que os critérios de instalação dos contêineres “avaliam a distância máxima para deslocamento dos moradores, otimização da rota e capacidade de armazenamento de acordo com o potencial de geração de resíduos da região, viabilidade do local como área de manobra e fiação de telefonia e energia. Por isso também é importante descartar somente o lixo permitido, principalmente para que a lixeira se mantenha fechada e possibilite o resultado esperado, que é evitar a ação de cães, gatos, ratos e outros vetores e acabar com o mau cheiro dos resíduos expostos nas lixeiras sem coberturas”, reforça.

Os contêineres ficarão em uma distância de 130 metros entre um e outro. A lixeira possui um pedal de acionamento, basta pisar nela e a tampa será erguida para que possa depositar seu lixo. O caminhão coletará automaticamente, no mínimo, duas vezes por semana.

Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo)