Geral

Sinop tem redução no número de assassinatos, aponta DHPP

O número de pessoas mortas no ano passado foi 24% menor que em 2017, segundo um levantamento elaborado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O balanço mostra que foram 43 mortes em 2018, contra 57 homicídios consumados no ano anterior. Em contrapartida, a análise também aponta que houve uma queda de resolução nos crimes. Ou seja, os suspeitos foram presos ou, qualificados, passou de 70% em 2017 para 50% no ano passado.

As investigações mostram nos dois últimos anos, que as principais motivações dessas mortes estão relacionadas ao tráfico de drogas, e teriam ocorrido entre integrantes de facções, acertos de contas e casos passionais.

O delegado responsável pelo Núcleo de Homicídios, Carlos Eduardo Muniz, analisa essa diferença nos casos de 2017 para 2018, como significativa e, classifica dois fatores como importantes para essas alterações nas mortes. “Posso destacar dois fatores importantes, um é que a segurança pública tem sido bem realizada e, por isso, os números tem diminuído. Também por outro lado, temos que levar em contar o grau de conclusão desses casos que nos dá uma sensação de punida. Ou seja, a chance de quem pratica um crime em Sinop, é maior de ser preso, do que ficar impune”, disse o delegado.

O delegado ainda espera que este ano, os casos possam diminuir ainda mais. “Temos uma boa equipe de investigadores empenhada, apesar de ser bem reduzida. Mas, vamos continuar trabalhando em prol do cidadão”, concluiu.

Conforme Só Notícias já informou, este ano, duas pessoas foram assassinadas. No último dia 1º, Paulo Cézar de Arruda, de 41 anos, morreu no hospital regional, onde foi internado no último dia 31 de dezembro, depois de ter sido esfaqueado no bairro Vila Juliana, ao se negar a pagar uma bebida ao suspeito. O homem ainda não foi preso.

Já na quarta-feira, o cabeleireiro Thiago dos Santos Porfírio Ribeiro, de 31 anos, foi encontrado morto, em uma quitinete, à tarde, localizada na rua dos Angicos, no Jardim Imperial. O suspeito levou a moto Honda CG Titan preta da vítima e outros itens. A polícia já tem pistas do suspeito.

Redação Só Notícias (colaborou: José Carlos Araújo - fotos: Só Notícias/Diego Oliveira/arquivo)