Geral

SEMA multa curtume por contaminação do solo e despejo de efluentes em Mato Grosso

A secretaria de Estado de Meio Ambiente aplicou multas que totalizam R$ 450 mil em um curtume por contaminação do solo e vazamento irregular de efluentes no córrego Formigueiro, em Várzea Grande. A fiscalização aconteceu em outubro deste ano, após uma denúncia na ouvidoria da pasta.

O dano ambiental foi constatado após equipes da SEMA e da secretaria Municipal de Meio Ambiente de Várzea Grande realizarem a vistoria técnica no local e a coleta e análise do material encontrado. Na fiscalização, agentes encontraram o escoamento de efluente com a coloração preta, em uma extensa área. Foi possível detectar óleo incrustado no solo e pegadas de animais que estiveram no local. O líquido possuía um forte odor característico de atividade industrial.

Após investigação, foi constatado que o vazamento teve início após instalação de um cercado, que perfurou uma tubulação subterrânea que transportava os resíduos. Os agentes vistoriaram todos os empreendimentos da localidade para verificar a origem do líquido poluidor.

As multas são referentes por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou substâncias oleosas em desacordo com as exigências estabelecidas por lei, por construção ou utilização de recursos ambientais sem autorização ou licença do órgão competente por poluição que prejudica a saúde da população e a biodiversidade da fauna e flora.

Os agentes observaram que o escoamento atingiu uma área extensa e chegou até o rio Cuiabá, por meio do córrego Formigueiro, em Várzea Grande. A empresa responsável pelo crime ambiental foi autuada e notificada para que seja feito um Termo de Ajustamento de Conduta, que determina que o empreendimento faça a revitalização e estudos da área afetada.

As informações são da assessoria da secretaria de Estado de Meio Ambiente.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)