Geral

Sargento do Exército que morreu após 15 dias internado no Rio de Janeiro será trasladado para Mato Grosso

A assessoria do 2º Batalhão de Fronteira do Exército confirmou, esta manhã, ao Só Notícias, que o corpo do sargento Andrei Surubi Ferreira (foto), será trasladado de avião e deve chegar em Cuiabá, nesta terça-feira. Ele será levado e velado em Cáceres, mas ainda não foi definido onde ocorrerá o sepultamento.

Ferreira morreu depois de ficar 15 dias internado no Rio de Janeiro, onde passava por um tratamento de queimaduras. A morte do militar foi confirmada na última sexta-feira (13). Ele estava lotado no 2° Batalhão de Fronteira em Mato Grosso.

De acordo com a Gazeta Digital, o acidente aconteceu em março deste ano quando ele foi atingido pelas chamas de uma churrasqueira que explodiu. No dia do acidente, Andrei confraternizava com outros colegas da profissão no destacamento Guaporé, em Comodoro (644 km de Cuiabá). Além dele, o sargento Ronaldo Silva também ficou ferido, mas se recupera em casa.

As causas do acidente ainda são investigadas, mas a hipótese da explosão seria por conta de um recipiente com álcool que estava perto da churrasqueira, a cerca de 5 metros.

No dia do acidente, os 2 sargentos foram socorridos e levados para o hospital de Cáceres (225 km de Cuiabá). Mas, devido a gravidade da queimadura, foram encaminhados para um hospital particular de Cuiabá, e logo em seguida Andrei foi transferido para o Hospital de Queimados da Força Aérea Brasileira, no Rio de Janeiro. Porém, não resistiu aos ferimentos e morreu.