Geral

Reconstrução de ponte queimada por vândalos em Sinop custou R$ 1,5 mil

A ação de vândalos que atearam fogo na ponte da estrada Clotilde, em Sinop, acabou trazendo prejuízos para a prefeitura. A administração municipal teve que arcar com o material e mão-de-obra para reconstruir a ponte, calculados em mais de R$ 1,5 mil, segundo o secretário Municipal de Infra-estrutura de Sinop, Gláucio Leitão.

“Além do material, tivemos que gastar com o caminhão-pipa para apagar as chamas no dia e com a mão-de-obra. Sem contar o transtorno dentro da organização da secretaria. Fomos obrigados a deslocar pessoal de alguns afazeres para atender esse imprevisto”, disse, ao Só Notícias, acrescentando que a prefeitura registrou boletim de ocorrência esperando “que o responsável seja punido, mas como não vimos quem foi, fica difícil culpar alguém”.

Conforme Só Notícias já informou, os vândalos colocaram pneus embaixo da cabeceira da ponte e atearam fogo. As chamas atingiram cerca de 10 metros da ponte de madeira e deixou a estrutura totalmente danificada e impossibilitada de ser utilizada.

A estrada Clotilde estava sendo usada como desvio por caminhoneiros e veículos que não conseguiam passar na BR-163, sentido Sinop à Guarantã do Norte, devido ao bloqueio que assentados estavam fazendo na Br-163. Eles interrompendo o tráfego para protestar contra demora do Incra em definir o assentamento de famílias na região de Porto dos Gaúchos.