Geral

Protesto trabalhadores: sindicato admite radicalizar movimento em Sinop

O presidente do SITICOM- Sindicato dos Trabalhadores na Indústria no Norte- Vilmar Galvão, discursou, agora há pouco, no protesto-panelaço em frente ao Ibama de Sinop, onde estão concentrados cerca de 2 mil trabalhadores cobrando agilidade do Ibama para liberar planos de manejo para madeireiras voltarem a trabalhar em ritmo normal e não demitirem mais.

Clique aqui e veja as fotos da manifestação

“Esta é uma demonstração da nossa força, da nossa união. Somos pacíficos mas estamos prontos para radicalizar se não houver mudanças e o desemprego aumentar ainda mais. Os governos Lula e Blairo são os maiores culpados pela situação como esta. Eles têm que resolver os problemas do setor produtivo para evitar mais demissões”, discursou. Vilmar também criticou a demora na tomada de soluções. “Esta reunião da classe política hoje em Cuiabá já deveria ter ocorrido há um bom tempo atrás”, disparou.

“Estamos defendendo centenas de pais de famílias que estão a beira de passar fome devido a esta situação de inércia deste órgão em relação a um setor que gera milhares de empregos como é a classe madeireira”, atacou.