Geral

Procuradoria pede impugnação de 20 candidaturas em Mato Grosso

20 candidatuas a deputado estadual e federal podem ser impugnadas pela justiça, que analisará pedido da Procuradora Regional Eleitoral, argumentando que os candidatos estão inadimplentes ou inelegíveis de acordo com relatório do Tribunal da Contas da União (TCU) e Tribunal de Contas do Estado (TCE). A lista com nomes dos 20 que podem ficar impedidos de disputarem as eleições não foi divulgada.

Porém, na lista do TCU figuram ex-prefeitos mato-grossenses que cometerem, de acordo com os tribunais, irregularidades e que não estão aptos a disputarem outros cargos. O ex-prefeito de Cuiabá Roberto França (PPS) e o ex-prefeito de Rondonópolis e deputado estadual Jota Barreto (PL) são alguns deles. Entrevistados por A Gazeta, os ex-prefeitos se defendem, Roberto França alega não ter qualquer pendência com o TCU e recorreu à Justiça. Barreto diz que seu nome foi incluído na lista equivocadamente e que sua prestação de contas já havia sido acatada pelo Tribunal.

O TCE admitiu ter incluído na lista de 723 ex-gestores públicos no Estado alguns nomes de forma equivocada. Mas a lista que está com a Justiça Eleitoral não foi alterada e aqueles que realmente não têm pendências, ou que regularizaram a situação de alguma forma, terão que comunicar isso ao Tribunal Regional Eleitoral.

O prazo para protocolo de impugnação de candidatura termina amanhã.