Geral

Primeiro avião a álcool em série é vendido para empresa em Sorriso

O primeiro avião a álcool de série do mundo está pronto para entrar em operação comercial. A aeronave, fabricada no Brasil pela Indústria Aeronáutica Neiva, subsidiária da Embraer, em Botucatu (SP), foi entregue ontem para o empresário Pedro Paulo Formehl, proprietário de uma empresa de aviação agrícola na cidade de Sorriso.

A primeira versão a álcool do Ipanema, líder de vendas em sua categoria, com 80% da frota nacional de aviação agrícola, é também o milésimo avião de série produzido pela Neiva. O evento é considerado marco histórico para a Embraer por ser a primeira aeronave da empresa a alcançar esse número de série. A expectativa da Embraer é que as vendas do Ipanema a álcool este ano cheguem a 70 aeronaves. Há mais de 100 pedidos de conversões de motores a gasolina para o álcool.

A versão a álcool tem custo de US$ 247 mil e o Ipanema a gasolina é vendido por US$ 233 mil. As vantagens da versão a álcool, segundo a Embraer, incluem potência 5% superior ao avião a gasolina e economia de 20% no custo operacional. “Se compararmos apenas o combustível a economia chega a ser cinco vezes maior – a gasolina de aviação custa R$ 5 o litro e o álcool, o mesmo utilizado nos carros, R$ 1,20”, explica a empresa.

Testes iniciais feitos pela Embraer demonstraram ainda que o álcool poderá expandir de 20% a 80% o ciclo de manutenção do motor. A Embraer investiu R$ 2,2 milhões no projeto. O CTA também retomou o projeto dos motores aeronáuticos a álcool. O objetivo da Aeronáutica é estender o projeto do motor para todas aeronaves a gasolina de aviação e, com isso, baratear o custo do combustível.

A informação foi divulgada pela Rádio Meridional FM.