Geral

Piloto que morreu na queda de avião será sepultado em Sinop e 4 passageiros no Pará

O corpo do piloto Diego Kroetz de Rezende, de 21 anos, será velado no memorial da funerária Luz e Vida, esta noite. O sepultamento está previsto para esta terça-feira, às 9h. Weverton Marinho, 41 anos, Roberlania Dantas Marinho, 43 anos, Josenilde Oliveira, 32 anos, serão velados em Itaituba (Pará). O corpo de Rosalina Metilde Santos Werlang, de 45 anos, será trasladado para Belém. As informações foram confirmadas pela administradora do Instituto Médico Legal (IML) de Itaituba, Ângela Maria Regis de Souza, ao Só Notícias. Os cinco morreram, ontem, na queda de um avião Cessna 210, em Itaituba.

Diego era ex-morador de Sinop e estava residindo em Itaituba. Ele trabalhava transportando ouro dos garimpos até São Paulo para uma empresa que faz a extração no mineral na região. Além dele, Rosalina Metilde também foi moradora de Mato Grosso. Ela e a família residiram por muitos anos em Feliz Natal (130 quilômetros de Sinop). Eles possuíram uma madeireira no município.

Conforme Só Notícias já informou, o avião caiu a poucos metros da pista do aeroporto de Itaituba, no sudoeste do Pará. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) analisará o local e deve apontar as possíveis circunstâncias da tragédia. De acordo com um sargento da PM, testemunhas informaram que o Cessna caiu pouco tempo depois de decolar, de um aeródromo. A pancada foi tão forte que o motor e a hélice foram arrancados e arremessados a vários  metros de onde ficou a fuselagem.

A aeronave estava avaliada em R$ 400 mil e pertence a uma empresa de extração de ouro na região. Um dos diretores, Mauriciano Cavalcante, disse, ao Só Notícias, que Diego prestava serviços transportando ouro dos garimpos até o Estado de São Paulo. “Ele de nossa confiança e trabalhava como freelancer. O que sabemos é que o Diego estava participando das comemorações do dia do aviador em Itaituba. Temos poucas informações do que ocorreu. Sobre os demais ocupantes que morreram não temos conhecimento".

Cavalcante disse ainda que a empresa está prestando os auxílios necessários aos familiares de Kroetz, que moram em Sinop. “Um dos diretores da empresa está no Pará acompanhado todos os procedimentos de liberação do corpo, que será sepultado em Sinop", concluiu.

(Atualizada às 10h29 – 24/10)