Geral

Oficina em Sinop abordou medidas sócio-educativas para menores infratores

Terminou ontem uma oficina promovida pela Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) para capacitação para operadores de Sistemas Sócio-Educativos para menores infratores. Estiveram participando representantes de vários municípios da região, como Vera, Santa Carmem, Feliz Natal, Itaúba, entre outros, na área de Polícia Civil, Conselho Tutelar, assistência social e outros segmentos que lidam diretamente com os menores.

O objetivo é implantar nos municípios medidas sócio-educativas para adolescentes que cometeram atos infracionais de natureza leve e que não necessitam de internação. O trabalho é integrado ao programa ‘Medidas em Meio Aberto’, feito em parceria do Governo do Estado e prefeituras. Entre os temas abordados durante a oficina estão o Estatuto da Criança e do Adolescente, Conselho Tutelar e suas atribuições em relação às medidas sócio-educativas, violência e o contexto social/protagonismo juvenil e o educador, sua circunstância e a prática educativa.

No ano passado, a delegacia de Polícia Civil de Sinop registrou 223 ocorrências envolvendo menores. O programa também tem apoio do Governo Federal, que financia parte dos recursos para a execução dos trabalhos.

De acordo com a Sejusp, a oficina também acontecerá a partir do dia 15 de julho em Alta Floresta e Colider.