domingo, 14/julho/2024
PUBLICIDADE

Novo conselho investigará oficiais acusados de grilagem de terras em MT

PUBLICIDADE

O governador Silval Barbosa (PMDB) determinou que um novo Conselho de Justificação deverá ser formado para investigar as condutas do coronel Elierson Metello de Siqueira, coronel Adaildon Evaristo Moraes Costa, major Wlamir Luiz Gama de Figueiredo, major José Carlos de Moraes, capitão Robson de Oliveira Curi. Eles são acusados de integrarem grupo criminoso que teria participação em grilagem de terras na região do Araguaia.

O atual conselho de justificação foi declarado nulo pelo governador por conter falhas. Este conselho formado para julgar as ações dos militares sugeria a extinção do processo e consequentemente o arquivamento do processo contra os oficiais. “A vista do farto material constante dos autos, a ausência da entrega do Libelo Acusatório pela Comissão não se justifica, e constitui motivo para não concordar com a extinção dos autos e seu arquivamento. Devendo ser devidamente apuradas as condutas possivelmente cometidas pelos Justificantes”, destaca o despacho do governador publicado no Diário Oficial do Estado, que circula hoje.

O grupo foi preso na operação Pluma da Polícia Federal em julho do ano passado. Os oficiais da PM foram acusados de receber R$ 5 milhões em propinas dos envolvidos em grilagem de terras do governo e de particulares, fraudes de títulos, tentativa de homicídios.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Carro tomba após colisão com outro na BR-163 em Sinop

O acidente envolvendo o Toyota Corolla branco e o...

Comerciante morre em acidente em rodovia estadual de Mato Grosso; dois feridos

O acidente com uma caminhonete branca (marca não confirmada)...

Carro bate em muro de condomínio em Mato Grosso e homem morre

O acidente foi hoje de madrugada, em Várzea Grande,...

Apostador de Sorriso ganha mais de R$ 80 mil na Mega-Sena

O apostador de Sorriso acertou, ontem à noite, cinco...
PUBLICIDADE