Geral

Multas impostas a réus para suspensão de processos de trânsito são utilizadas para aquisição de drones em MT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso repassou dois drones à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Delegacia de Trânsito de Cuiabá para utilização em perícias e ações de prevenção e repressão aos crimes cometidos no trânsito. A aquisição dos equipamentos foi viabilizada pela 12ª Promotoria de Justiça Criminal com aval do juiz João Bosco Soares da Silva, titular da 10ª Vara Criminal.

O promotor de Justiça Marcos Regenold Fernandes explicou que os recursos utilizados para a compra dos Drones foram obtidos em acordos judiciais formulados com réus para a suspensão de processos que tramitam na 10ª Vara Criminal. A medida somente é possível em alguns casos, entre eles, embriaguez ao volante e lesão corporal.

Segundo o promotor de justiça, o drone entregue à Politec será utilizado para obtenção de imagens aéreas do local do sinistro para confecção de laudos periciais. O equipamento possibilitará a coleta de um maior número de dados do ambiente. Já o que foi encaminhado à Deletran da capital será utilizado nas ações de prevenção e repressão aos delitos de trânsito.

“Entre outras finalidades, o drone poderá ser utilizado em abordagens de trânsito na MT-251 (Cuiabá-Chapada), onde se registram engarrafamentos quilométricos, de forma a propiciar aos policiais uma visão panorâmica do tamanho do congestionamento e, consequentemente, haver maior liberação da pista, melhorando a situação de espera dos condutores e passageiros”, ressaltou o promotor, por meio da assessoria.

Redação Só Notícias