Geral

Morre padre pioneiro no cooperativismo em Mato Grosso; prefeitura decreta luto de 3 dias

Morreu hoje, aos 93 anos, o padre Ermínio Celso Duca, um dos pioneiros do cooperativismo em Mato Grosso. Ele atuava na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, no município de Araputanga (a 345 quilômetros de Cuiabá), e faleceu por causas naturais.

Duca nasceu em Talamona, ao Norte da Itália, e foi ordenado sacerdote em 1954. Ele iniciou seu trabalho de evangelização no Brasil, na Diocese de São Mateus, na cidade de Montanha, no Espírito Santo.

Em março de 1975, Ermínio Celso Duca chegou a Araputanga, onde contribuiu com o desenvolvimento do município ajudando em ações de fundação de escolas, laticínios, emissora de rádio, gráfica e inúmeros outros trabalhos sociais. Dentre as diversas ações destaca-se a criação da Cooperativa Agropecuária do Noroeste do Mato Grosso (Coopnoroeste/Lacbom) e da Credinoroeste (hoje Sicredi Biomas).

Em nota, a Organização das Cooperativas Brasileiras de Mato Grosso (OCB-MT) lembrou o pioneirismo de Duca e citou que as cooperativas fundadas por ele hoje “fomentam importantemente a região oeste do Estado”. A entidade ainda ressaltou que o “grande missionário e líder cooperativista deixa um enorme legado social e o sistema cooperativista perde uma grande liderança”.

A prefeitura de Araputanga decretou feriado municipal nesta sexta-feira e luto por três dias. Celso Duca está sendo velado na Igreja Matriz do município. A missa com as exéquias será nesta sexta-feira, às 16h e, em seguida, o sepultamento.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: divulgação)