Geral

Mato Grosso recebe brigadistas e mais 2 aviões para combater incêndio que já destruiu 9 mil hectares no Pantanal

A operação de combate ao incêndio no Pantanal foi reforçada, nesta quarta-feira, com a chegada de mais duas aeronaves Air Tractor e de 19 brigadistas solicitadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso para atuar com as equipes de solo. Agora são quatro aviões lançando água em diversos pontos do km 100 e km 60 da rodovia transpantaneira, para diminuir a intensidade do fogo que ainda permanece ativo. 

As duas novas aeronaves vieram por meio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) que também atua no combate. Outras duas aeronaves foram contratadas com recursos do governo de Mato Grosso e estão em operação desde o dia 27 de agosto. Cerca de 261 mil litros de água já foram jogados pelos aviões. Segundo o monitoramento por satélite, o fogo já consumiu uma área de 6.300 hectares no km 60 Transpantaneira e outros 2.700 hectares no km 100.

No local, o Corpo de Bombeiros conta com 68 militares e civis trabalhando 24 horas por dia para apagar as chamas. Uma base de apoio foi montada próximo ao local, com sete viaturas para o transporte de militares e materiais aos pontos de acesso por terra e dois tratores enviados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para a construção de aceiros. 

O combate aos incêndios nesta região é considerado extremamente difícil, com poucos acessos pela estrada, além do enorme volume de vegetação seca em uma área com muitos brejos. Por isso, um quadriciclo é usado para levar os militares aos pontos mais isolados. O vento forte também dificulta o trabalho.

Também fortalecem os trabalhos os brigadistas do SOS Pantanal e de uma empresa de Cuiabá, que disponibilizou um caminhão-pipa, além dos pantaneiros que também estão envolvidos no combate ao fogo.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)