Geral

Mais de 24 mil ocorrências de combate as queimadas são registradas em Mato Grosso

O Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional realizou 24.715 atendimentos no período entre os dias 1º de julho (data do início do período proibitivo de queimadas) e 27 de outubro. Dentre as ocorrências atendidas pelas diversas agências que compõe o CIman, se destacam 1.325 incêndios em propriedades rurais, 1.293 rondas ostensivas rurais e 337 orientações.

De acordo com dados do Centro, foram registrados 12.447 focos de calor no Pantanal, 19.271 na Amazônia e 13.292 no Cerrado. Os números mostram que 7,4% dos focos de calor foram registrados nas 108 Unidades de Conservação presentes no Estado, enquanto 73,9% dos focos incidiram em propriedades rurais.

O Ciman está presente nos sete Comandos Regionais do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso por meio das salas descentralizadas. O Centro Integrado permanece ativo e realizando o monitoramento e mapeamento das áreas comprometidas, para traças as melhores estratégias.

Para o coordenador-geral do Centro Integrado Multiagências, tenente-coronel BM Dércio Santos da Silva, “apesar do aumento da umidade relativa do ar, a diminuição das temperaturas e a consequente diminuição do focos de calor em todo território matogrossense, a ordem expressa do governador do estado é manter o geomonitoramento e condições operacionais de resposta. E que devido a estratégia de descentralização de gestão, aliadas a capacitação técnica, prontidão de equipes temporárias de resposta e integração, foram determinantes para o desenvolvimento do sistema de proteção e preservação do meio ambiente”.

O período proibitivo no Estado de Mato Grosso em 2020 foi antecipado pelo Governo do Estado, devido a fatores climáticos. O Centro Integrado Multiagências, instituído em 21 de julho pôde integrar as diversas agências afins no enfrentamento aos incêndios florestais, sob a coordenação do Corpo de Bombeiros.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)