Geral

Mãe é denunciada por homicídio e ocultação de cadáver de bebê em Sorriso; “vontade de matar”, diz MP

A 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Sorriso denunciou Ramira Gomes da Silva, de 22 anos, por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver do próprio filho de quatro meses. Segundo o Ministério Público, ela com “vontade de matar”, por motivação torpe, mediante meio cruel e com recurso que dificultou a defesa da vítima”. O crime ocorreu no mês passado, conforme Só Notícias já informou,

As investigações policiais apontaram que Ramira desejava se mudar para outro estado, onde mora a mulher com a qual começou a se relacionar à distância, virtualmente. Para facilitar a mudança e viabilizar a própria relação afetiva, acreditando que o bebê fosse um empecilho para os planos dela, a denunciada golpeou a face do filho com instrumento contundente, provocando-lhe a morte.  

Consta que “ela se aproveitou da fragilidade física e da incapacidade do menino de oferecer qualquer tipo de resistência ou autodefesa, em contraste com o mais elementar sentimento de piedade (meio cruel). Após o crime, Ramira destruiu e ocultou o cadáver do filho. De acordo com as investigações, a mãe amputou os quatro membros do corpo em cima da pia, acondicionou os braços e as pernas em potes e depositou-lhes numa lixeira. Na sequência, enterrou os restos do bebê no quintal da residência.  Atualmente, a denunciada está presa preventivamente na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. 

Conforme Só Notícias já informou, a investigada relatou que terminou de arrumar a mala, tomou banho e foi, por volta da meia-noite, à rodoviária, onde comprou uma passagem para Cuiabá, chegou no sábado de manhã e conseguiu comprar outra passagem, desta vez a Porto Velho onde chegou no domingo à tarde, dormiu na rodoviária e, na segunda-feira (17), comprou passagem de barco para seguir até Manaus.  

No mesmo dia, informou que recebeu mensagem de um familiar pedindo explicações e falando que a Polícia Civil havia localizado o corpo do bebê. Em seguida, ela foi para a barca, permanecendo no local até o momento em que foi presa. 

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Lucas Torres)