Geral

Justiça decide por prisão preventiva e estuprador que matou criança vai para cadeia em Sorriso

Jonatan Nicolas Duarte, o assassino confesso de uma menina, de 8 anos, que foi estuprada e morta, na quarta-feira à noite, passou, há pouco, por audiência de custódia no fórum em Sorriso. A justiça converteu sua prisão em preventiva (tempo indeterminado) e ele ficará, inicialmente, na cadeia sorrisense. Ontem à noite, havia sido transferido para o presídio em Sinop, por questões de segurança, e hoje foi a Sorriso para o procedimento no judiciário.

O delegado municipal de Polícia Civil, Andre Ribeiro, que autuou Jonatan em flagrante por estupro e homicídio, disse que ele não mostrou arrependimento durante a audiência. “No interrogatório mostrou muita frieza. Ele conta, em detalhes, tudo”, descreveu. Ele vai ser julgado por homicídio qualificado, com emprego de meios cruéis, asfixia e estupro de vulnerável.

O crime, conforme Só Notícias já informou, foi no bairro São José. O delegado informou que o exame de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que a menina foi violentada sexualmente e teve o pescoço quebrado.

A criança estava sozinha em casa, quando o criminoso, que é um vizinho, invadiu o local e iniciou o abuso sexual. “Ele confessou que estava fazendo uso de entorpecente e ingerindo bebida alcoólica. Antes de ir dormir, resolveu praticar este ato bárbaro. Depois, cobriu ela e a deixou como se estivesse dormindo”, disse, ontem, o delegado. A mãe, que chegou em seguida, encontrou a filha desmaiada e pediu ajuda para moradores. A criança chegou a ser encaminhada para o Hospital Regional de Sorriso.

De acordo com as informações repassada à polícia, a menina pediu para ficar em casa para brincar com outras crianças do bairro, enquanto a mãe foi trabalhar. “A família da vítima é trabalhadora e cuidava da menina. Ela sempre ficava na casa do pai, só que, neste dia, quis ficar em casa porque estava brincando de pular corda com as crianças na rua”, acrescentou.

O bárbaro crime mobilizou a Polícia Civil de Sorriso. “Todos os policiais pararam suas funções e se dedicaram a este caso. Logramos êxito em capturar o suspeito. Foi ouvido e mentiu. Começamos a juntar provas e ele acabou confessando”, expôs.

A menina é velada na residência de um familiar, no bairro São José e será sepultada à tarde.

Em vídeo, emocionado, o pai da criança fez pedido de apoio para as pessoas participarem, esta tarde, de um manifesto “por justiça”, que está previsto para às 16hs, em frente ao fórum.

Só Notícias/Editoria com Herbert de Souza/Lucas Torres/David Murba (fotos: Só Notícias e reprodução -atualizada 14:43h)