Geral

Juiz suspende doação de carne apreendida pelo Indea no Nortão

Um mandado de segurança interrompeu o processo de doação dos 5.110 quilos de carne provenientes de apreensão realizada pelo Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) na região de Guarantã do Norte. O proprietário dos animais apreendidos pelo órgão entrou com um mandado de segurança e o juiz de Guarantã do Norte acatou, determinando a suspensão da doação e autorizando a comercialização do alimento pelo frigorífico onde está estocada a carne.

Segundo o presidente do Indea, Décio Coutinho, todo o dinheiro arrecadado com a comercialização da carne será depositado em juízo e ao final do processo, se o Estado de Mato Grosso tiver ganho na causa, os recursos serão revertidos para as ações sociais da Secretaria de Trabalho, Emprego e Cidadania.

O gado entrou em Mato Grosso com a documentação irregular e por isso teve o trânsito impedido. Décio salienta que os animais não estavam com problemas de saúde, apenas não passaram pelo acompanhamento do Indea e por isso não receberam a liberação.

Os animais foram abatidos no frigorífico Matupá e toda a carne já está desossada e embalada, pronta para o consumo. A decisão do juiz autoriza o estabelecimento a comercializar a mercadoria, tendo em vista que inicialmente, antes da apreensão, o dono do gado havia fechado negócio com o frigorífico.

A carne seria doada para entidades assistenciais de 10 Municípios da região Norte: Sorriso, Sinop, Itaúba, Terra Nova do Norte, Peixoto de Azevedo, Matupá, Guarantã do Norte, Cláudia, Feliz Natal e Santa Carmem.