Geral

Instituto Lions da Visão interrompe atendimento por causa de atraso nos repasses

Sem receber os repasses por parte da prefeitura de Cuiabá há três meses e também com atrasos por parte do Estado, o Instituto Lions da Visão (ILV) suspendeu, hoje de manhã, o atendimento à população por tempo indeterminado. De acordo com a presidência da instituição, o último pagamento feito pelo executivo foi realizado na última terça-feira, referente ao mês de agosto. A situação deixa cerca de 200 pacientes sem atendimento por dia.

Quem tinha alguma cirurgia, consulta ou exame agendado se surpreendeu ao chegar no local e encontrar o portão fechado, com anúncios informando que a instituição estava com os atendimentos paralisados por tempo indeterminado.

O presidente do instituto, Whady Lacerda, conta que por dia cerca de 200 pessoas passam pelo local para algum tipo de procedimento. No mês, são realizadas cerca de 1.500 consultas, 400 cirurgias de cataratas, 100 de pterígio (formação carnosa que avança sobre a córnea).

“Além dos pacientes, temos 37 funcionários, sete médicos e um quadro de anestesistas formado por cinco profissionais. São quase 50 pessoas que trabalham por amor ao próximo, pois o salário mesmo é muito baixo. Para se ter uma noção, um médico oftalmologista recebe R$ 10 por consulta, valor estipulado na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS)”, declarou.

De acordo com o presidente, são produzidos mensalmente em serviço cerca de R$ 300 mil. Só o convênio com a Prefeitura de Cuiabá estipula o atendimento de 1.500 pessoas. Contando com as despesas de infraestrutura e profissionais, são necessários aproximadamente R$ 400 mil em caixa todo mês para manter o funcionamento da instituição. “Como somos totalmente filantrópicos só conseguimos manter as portas abertas por meio dos repasses dos governos e de doações da própria população. Não posso obrigar nossos funcionários a trabalharem de graça e por isso, só retomaremos os atendimentos quando recebermos os repasses em atraso”.

O Município reconhece dívida e diz que atraso é consequência do não recebimento dos repasses intergovernamentais ao executivo. O governo do Estado também está em atraso com a instituição.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde informou que realizou na terça-feira, o pagamento dos serviços realizados pelo Instituto Lions da Visão referentes ao mês de agosto. O valor pago foi de R$ 82.942,02. Ainda estão em aberto os pagamentos dos meses de setembro, no valor de R$ 313.385,45; e outubro (R$ 292.720,90). O ciclo de faturamento e supervisão das contas do mês de novembro ainda não foi fechado. A demora do pagamento ao Instituto Lions da Visão tem acontecido por causa do atraso dos repasses intergovernamentais à prefeitura e que os pagamentos serão realizados à medida que os repasses forem sendo recebidos.

Já a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que foi liquidado ontem o processo referente ao mês de setembro no valor de R$ 32.321,00 e o recurso estará na conta da instituição hoje. Reforçaram que os serviços ambulatoriais prestados ao SUS pelo instituto são pagos pelo Ministério da Saúde, que transfere os recursos para que sejam feitos os pagamentos. Em relação a outubro, a SES informa que o processo, que passa pelo setor de controle e avaliação, ainda não chegou ao setor financeiro.