Geral

Indea vai classificar novas espécies de madeira em Mato Grosso

O estudo para a caracterização de 12 novas espécies de madeira de Mato Grosso, que será realizado pelo Indea (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso) contará com o apoio da Fapemat.

De acordo com o presidente do Indea, Décio Coutinho, o trabalho de caracterização das madeiras será uma continuidade das pesquisas que já foram feitas em parceria com o Centro de Tecnologia da Madeira de Mato Grosso (CTM/MT), situado na UFMT, e que já permitiram a identificação de 22 tipos de madeira e de seus diversos tipos de uso. A informação, reunida em um CD Rom foi repassada ao setor madeireiro. Ele explica que, nessa nova pesquisa, será feito também o levantamento dos locais de maior concentração das madeiras caracterizadas.

O Indea é responsável pela caracterização de toda a madeira que sai do Estado, volume que em 2004 foi superior a um milhão e novecentos mil metros cúbicos. Segundo Coutinho, a caracterização científica das madeiras de maior circulação no Estado é um trabalho pioneiro no Brasil. Ele ressalta que no setor madeireiro o desconhecimento sobre os tipos e usos da madeira ainda é muito grande. “Por isso esse levantamento é tão importante”.

Para o presidente da Fapemat, Antônio Carlos Camacho, o auxílio ao projeto do Indea é de suma importância para o Estado, não precisando, portanto, ser necessariamente submetido a nenhum tipo de edital. “Nós precisamos gerar conhecimento para o Estado”, avaliou ele.