Geral

IML de Sinop está sem legista e corpos de executados a tiros passam por necropsia em Sorriso

Os corpos de Jorge de Souza Barbosa, de 42 anos, e Diego Vieira Santos, de 22, que foram assassinados, a tiros, ontem à noite, em um bar, no assentamento rural no município de Cláudia, e estavam no Instituto médico Legal de Sinop aguardando necropsia, tiveram que ser levados para o IML em Sorriso, por falta de médico legista. Ambos serão sepultados nesta 6ª feira de manhã em Sinop.

A Polícia Civil confirmou que eles não moravam no assentamento. Porém, não apontou o que estariam fazendo no local. Até o momento, ninguém foi preso.

Conforme Só Notícias já informou, na hora do crime, uma das vítimas estava sentada e foi surpreendida pelo atirador. Outra estava próximo, correu aproximadamente 100 metros e também foi atingida. Inicialmente, a perícia aponta que cada um levou 3 tiros.

“O primeiro homem foi morto com características que apontam disparos a curta distância. O outro foi alvejado duas vezes nas costas e, ao que tudo indica, levou o terceiro tiro quando estava caído”, informou, anteriormente, ao Só Notícias, o perito Marcos Waechter, da Politec Sinop. “Foram encontrados projéteis para identificarmos o calibre da arma”, acrescentou.

O assassino fugiu, levando a arma, e a polícia tem algumas pistas dele. Não foi detalhado se usou carro ou moto.

Além do perito, investigadores da Polícia Civil de Claudia estiveram no local colhendo informações para desvendar a execução Uma das hipóteses seria vingança.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo - atualizada 22:12h)