Geral

Identificação das vítimas do acidente da TAM vai durar mais de 30 dias, calcula legista

O diretor técnico de Divisão do Instituto Médico Lega Central de São Paulo, Carlos Alberto de Souza Coelho, informou hoje (19) que serão necessários mais de 30 dias para a identificação de todas as vítimas do acidente do avião da TAM, que se chocou na terça-feira com um prédio da própria empresa próximo ao Aeroporto de Congonhas.

Ele afirmou que os legistas trabalham com dificuldades, devido às condições dos corpos. “As pessoas acharão provavelmente que é muito tempo, mas o que nós temos que entender é que é o inverso. Estamos numa situação extremamente adversa , o que nos impõe um tempo maior”.

Ele disse que os médicos legistas classificam o grau de facilidade para identificação em três grupos. O primeiro, de maior facilidade, é por impressão digital, pelas vestimentas e feições. O segundo, de dificuldade maior e não tão acessível, é a comparação com alguns dados antropológicos e odontológicos e o terceiro, de maior dificuldade, são os exames de DNA.

“O médico legista, dentro de uma determinada seqüencia, escolhe o melhor método para a identificação”.