Geral

Homem é condenado a 19 anos em Sorriso por estupro e tentativa homicídio

Dezenove anos de prisão em regime fechado. Essa foi a condenação do réu Robson da Rosa, que foi a júri ontem, em Sorriso. Ele pegou 12 anos por tentativa de homicídio e 7 por estupro contra sua ex-esposa, Adrieli da Rosa. Robson estava preso em Curitiba (PR), onde cumpria pena por outros crimes.

Foi recambiado a Sorriso somente para o julgamente e deverá retornar a Curitiba. O crime contra Adrieli ocorreu no dia 29 de maio de 2002, por volta das 11:30h, no bairro Morada do Sol.

O julgamento foi presidido pela juíza Débora Roberta Paim Caldas e a defesa pela defensora pública Luciana Decésaro Galeazzi. O próximo julgamentos em Sorriso será no dia 18 deste mês, quando será levada ao banco dos réus Flávia Sampaio Gomes, a mãe acusada de matar a filha Kelli Aparecida Sampaio, de 1 ano e meio.