Geral

Homem acusado de matar outro à tiros será julgado amanhã em Sorriso

Loris Dilda sentará no banco dos réus amanhã, na Comarca de Sorriso, para ser julgado pelo assassinato de Adalberto Luis Faccio. O crime aconteceu no dia 16 de março de 1994, por volta das 17:00h, em uma mercearia, na rua dos Pioneiros, em Sorriso. Utilizando de um revólver calibre 38, Loris é acusado de disparar várias vezes contra Adalberto, lhe causando a morte.

O julgamento será no Plenário da Câmara de Sorriso, a partir das 09:00h e presidido pela juíza Débora Roberta Pain Caldas. O defensor de Loris será o advogado Zoroastro Teixeira.

No último julgamento (sexta-feira, 10) Alci Antonio Nespolo, foi condenado a 2 anos e 8 meses em regime aberto pela tentativa de assassinato cometida contra sua esposa, na época, Maria Rita Maia de Souza.