Geral

Homem acusado de matar doméstica em Sinop vai a júri mês que vem

Depois de 10 meses do assassinato da empregada doméstica Maria Eugênia de Araújo Alencar, em Sinop, o acusado Felipe Neres Oliveira de Alencar vai a júri popular, no próximo dia 21. Este será o segundo julgamento desta temporada de júris da comarca.

O crime aconteceu no dia 17 de agosto do ano passado. Maria Eugênia foi morta quando estava dormindo, em sua residência, na rua dos Tucanos, no bairro Recanto dos Pássaros. O corpo dela foi encontrado pelos quatro filhos, todos menores, no início da manhã.

Na época, Felipe Neres confessou ter matado Maria. Os dois estavam separados há cerca de dois meses e ele não aceitaria a separação. O acusado utilizou uma foice e deferiu três golpes contra ela, atingindo o pescoço, o braço e o rosto.

Outros três júris devem acontecer nesta temporada, em Sinop. O primeiro será no dia 19, do réu Alonfo de Souza Silva, acusado de matar Francisco da Conceição Lima, em 1999, a socos e pauladas. Inácio Túlio de Oliveira também será julgado no dia 28, pela acusação de ter mandando matar Laércio Alves de Lima.

O último júri será no dia 30, do casal Fideo Yamak e Iracema Pucchi Yamaki, acusado de mandar matar Benedito Filisbino, em 1997, na Gleba Manitsua.