Geral

Governo vai implantar centro de triagem da covid-19 na Arena Pantanal

O governo estadual informou, hoje, que vai implantar um centro de triagem da Covid-19, na Arena Pantanal. A data para a abertura será anunciada na próxima semana. A iniciativa é uma das medidas adotadas para possibilitar a detecção e o tratamento precoces do coronavírus em adultos, como forma de evitar o agravamento da doença em pessoas que inicialmente apresentam sintomas leves da síndrome respiratória.

A unidade contará com uma equipe médica para a avaliação de casos sintomáticos e que a situação não seja grave. Vale lembrar que, para os casos graves, a porta de entrada continuará sendo as unidades de saúde da rede municipal.

No local, serão realizados os exames de detecção do vírus, as avaliações de quadro clínico, tomografia e a entrega de medicamentos para pacientes adultos. Após triagem e consulta individualizada, poderá haver – caso recomendado pelo profissional médico – a prescrição de uma receita para a retirada, no local, de remédios que tratam os sintomas da Covid-19. “Esse é um trabalho que vai proporcionar que as pessoas sejam tratadas no início da doença. Nosso objetivo é evitar que essas pessoas precisem de um leito hospitalar”, destacou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, o Centro atuará no sentido de conter o agravamento dos casos de coronavírus na Baixada Cuiabana, região do Estado que apresenta números expressivos de confirmações e óbitos. “O primeiro atendimento é fundamental para o tratamento da Covid-19 e, por isso, a gestão estadual atua no sentido de facilitar o acesso ao atendimento, aos exames e medicamentos. Com a detecção e atendimento precoces, a ideia é conter o número de internações por quadros graves da doença”, pontuou o gestor.

Atualmente, seguem abertas as inscrições para contração emergencial de médicos que atuarão no Centro de Triagem, em Cuiabá. O edital foi publicado na edição extra do Diário Oficial que circulou na última quarta-feira (8).

A remuneração paga ao médico, em escala de trabalho diurno de quatro horas, de segunda a sábado (até 14 plantões mensais), será de R$ 1 mil (por plantão). É obrigatório o Diploma de Conclusão do Curso de Medicina e a Inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Redação Só Notícias (foto: assessoria)