Geral

Governo retoma obra de cadeia no Nortão com acréscimo de R$ 2,5 milhões para conclusão

A secretaria estadual de Segurança Pública confirmou, ao Só Notícias, que as obras do Centro de Detenção Provisória de Peixoto de Azevedo (197 quilômetros de Sinop) foram retomadas no mês de setembro. Para conclusão serão investidos cerca de  R$ 2,5 milhões, que são recursos do Fundo Penitenciário Nacional. Até o momento, já foram gastos mais de R$ 6,9 milhões.

Em outubro, a secretaria firmou novo termo aditivo ao contrato com as empresas responsáveis pela obras do Centro de Detenção Provisória. Com isso, prorrogado a execução e conclusão até o dia 14 julho do próximo ano.

As obras estavam paralisadas há meses e foram executados, até o momento, 71,97% do projeto. O complexo prisional é composto por dois prédios, que consistem no núcleo administrativo, alojamento, sala de controle e revista, edificação de apoio aos internos, departamento de saúde, área de serviço e parlatório.

O Centro de Detenção Provisória de Peixoto de Azevedo que começou a ser construído na gestão do ex-governador Pedro Taques tem capacidade máxima para 256 reeducandos e deve receber detentos encaminhados pelas polícias de Matupá, Guarantã do Norte, Apiacás dentre outras cidades.

De acordo com a secretaria, Mato Grosso tem hoje mais de 60% dos presos provisórios nas unidades prisionais. Atualmente, o sistema prisional mato-grossense abriga 11.440 reeducandos em 55 unidades, que têm capacidade de abrigar 6.341. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)