Geral

Forte emoção no enterro da família de prefeito no Nortão

Milhares de pessoas comparecem neste domingo no sepultamento da mulher e filhos do prefeito de Marcelândia, Adalberto Diamante. Foram momento de fortes emoções quando os caixões foram enterrados. Profundamente abalado, Adalberto era amparado e consolado a todo momento por parentes e amigos. A dor e sofrimento estavam estampadas em sua face. Sua esposa Etelvina Diamante, a Tel, (foto) e os filhos Aline Filomena Diamante (13 anos), Adalberto Felipe Diamante, 12 anos, e Gustavo Diamante, 10 anos,
bem como da secretária da prefeitura, Aparecida Cavalcanti Santos (Cidinha) foram velados desde sábado à tarde, na Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição,
por onde mais de 4 mil pessoas passaram.
Antes do sepultamento, houve missa de corpo presente. Lideranças políticas de diversas cidades da região estiveram nos funerais. Carismática, Tel sempre trabalhou na área social e, desde janeiro, passou a ajudar o marido em diversos projetos nesta área em Marcelândia.

O corpo da secretária Aparecida Cavalcanti Santos também foi sepultado em Marcelândia. Inicialmente, os familiares queriam trasladá-lo para Londrina, onde moram seus pais, mas acabam decidindo fazê-lo na cidade onde viveu os últimos dias.

A primeira dama, os filhos e a secretária estavam em uma caminhonete S 10 pela rodovia que liga Marcelândia a Claudia. Eles iriam a Sinop. Tel levaria os filhos ao dentista e Cidinha buscaria a mãe e seus dois filhos que vieram de Londrina para passar com ela o dia das mães. Eles saíram por volta das 05:00hs de Marcelândia e acabaram caindo com a caminhonete no rio 1001, a 40 km da cidade. As causas do acidente são desconhecidas. Todos morreram afogados. O rio tem aproximadamente 3 metros de profundidade. A PM foi avisada e as vítimas começaram a ser retiradas por volta das 07:30hs.