Geral

Família denuncia na Polícia Federal desaparecimento de piloto de avião que reside em Sinop

A família do piloto e morador de Sinop, Cleiton Figueiró Rodrigues, de 27 anos, procurou a delegacia da Polícia Federal para denunciar o desaparecimento e também pedir ajuda nas investigações. As informações foram confirmadas pela irmã dele, Cristiane Figueiró Rodrigues, ao Só Notícias. “Acreditamos que ele tenha caído com o avião na região de mata fechada e não conseguiu pedir ajuda”, afirmou Rodrigues. O caso também já foi relatado na delegacia de Polícia Civil.

Cleiton Figueiró está desaparecido há mais de 30 dias. Ele decolou no dia 1º de abril com um avião Cessna Aircraft, modelo 210M do aeródromo do Canarinho (localizado na MT-140 em Sinop) com destino ao município de São Félix do Xingu (PA) e, desde então, não foi mais visto.

Cristiane explicou, anteriormente, que Cleiton chegou no município e ficou hospedado, por uma semana, em um hotel. “Depois disso, desapareceu ele e o avião. Ainda não sabemos se decolou para algum outro lugar ou se permaneceu lá. Inicialmente, meu irmão iria transportar um pessoal na região”.

Ainda segundo a irmã, Cleiton estava com um amigo. “Saíram os dois aqui de Sinop para São Félix do Xingu. Esse amigo já retornou e meu irmão ficou por lá. O avião não é do meu irmão”, acrescentou.

Consta no sistema de Consultas ao Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que o avião pertence a uma empresa de advocacia, está com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até abril de 2022. Já a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) vence em outubro próximo.

Só Notícias/Cleber Romero (fotos: arquivo pessoal)